Todos já passaram pela situação de entrar em uma loja de eletrodomésticos e se deparar com uma etiqueta enorme pregada em um produto, não é mesmo?

 Conhecida como Selo Procel, essa etiqueta vistosa não é uma mera distração para os seus olhos, ou apenas um decorativo. E sim, um equipamento de conhecimento muito importante para compradores e consumidores de eletrodomésticos no país inteiro.

É muito comum encontrar uma etiqueta enorme colada a — praticamente — todos os tipos eletrodomésticos ou eletrônicos nas lojas do Brasil: como geladeiras, micro-ondas, aparelhos de ar-condicionado, lâmpadas, chuveiros elétricos, entre outros.

Cheia de cores, números e informações, essa etiqueta, na verdade, se trata de uma forma de classificação essencial para qualquer item à venda em solo brasileiro que recorra à energia elétrica.


Confira a Live de MKT Digital para o Integrador


E não pense que a invenção é de agora, pois o selo surgiu em 1993! Mas mesmo com um vasto histórico e quase 30 anos de existência, muitos brasileiros não sabem como interpretar as informações do adesivo ou para que servem, e comumente se questionam sobre ele com perguntas como “por que ele existe?” e “qual é a sua função?”.

Se você é um desses brasileiros que não sabem o que é e como funciona o Selo Procel, esse post é indispensável para você. Afinal de contas, em tempos de crise econômica e contenção de gastos de energia elétrica, conhecer a fundo os produtos disponíveis no — e informações sobre seu uso de eletricidade — será indispensável para fazer boas escolhas na hora de adquirir um item essencial para o seu dia a dia.

O que é o Selo Procel?

O Selo Procel é uma espécie de adesivo que pode ser encontrado em praticamente todos os tipos de eletrodomésticos disponíveis no Brasil, cujo objetivo é o de orientar o consumidor a fazer compras mais conscientes e informá-lo de diferentes aspectos sobre um produto, como o seu gasto de energia, eficiência no mercado e média de gastos por kWh por mês (kWh/mês).

selo procel
O Selo Procel foi feito a partir de parcerias entre o Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Estatística (Inmetro), fabricantes e pesquisadores de laboratórios e universidades.

Essa etiqueta vai apresentar ao consumidor dados numéricos, cores, mas, principalmente, a classificação de eficiência energética de um produto, por sua vez, variando de A (produtos mais eficientes e bem-quistos pelo mercado) a G (menos eficientes).

Seu desenvolvimento foi pensado como uma tentativa de estimular a comercialização e fabricação de produtos para eficientes para o país, de um ponto de vista energético, para tentar minimizar os impactos ambientes nacionalmente.

Considerando sua importância, órgãos como o Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), pesquisadores acadêmicos e de laboratórios e associações de fabricantes de eletrodomésticos firmaram parcerias para fortalecer a adesão dos selos de classificação nos aparelhos e equipamentos.

Mais informações sobre a criação do selo e órgãos responsáveis

O Selo Procel é um produto elaborado pelo Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica – Procel, com coordenação do Ministério de Minas e Energia (MME) e acompanhado pela Secretaria-Executiva da Eletrobras, instituído em 8 de dezembro do ano de 1993 por um Decreto Presidencial, tomando como base os resultados de ensaios realizados para o Programa Brasileiro de Etiquetagem (PBE) e coordenado pelo Inmetro.

Já o Selo Procel Inmetro de Desempenho foi criado em 1998, também em parceria com o Inmetro, concedido anualmente a produtos, nacionais ou estrangeiros, etiquetados pelo PBE e passou a ser anexado aos equipamentos eletrodomésticos por todas as lojas e fabricantes do país, tal como seu predecessor.

PBE Edifica

Desde 2014, as edificações brasileiras também passaram a ter a possibilidade de obter um Selo Procel, neste caso, o Selo Procel Edificações, simplificado pela sigla PBE Edifica. Emitido pela Eletrobrás, o selo busca identificar edificações com as melhores classificações de eficiência energética para cada categoria, motivando o consumidor a adquirir propriedades mais econômicas e eficientes em termos de uso de eletricidade. 

etiqueta do pbe edifica
Para obter o PBE Edifica, é necessário contatar um Organismo de Inspeção Acreditado (OIA), grupo de pessoas jurídicas, de direito público ou privado, cuja competência é reconhecida formalmente pela Coordenação Geral de Acreditação (Cgcre), do Inmetro.

De acordo com seus parâmetros, o PBE Edifica avalia envoltória e o sistema de aquecimento de água em unidades habitacionais. Para edifícios comerciais e públicos, são avaliados fatores como iluminação, condicionamento de ar e envoltória.

Conpet

Com uma estrutura e comunicação visual similar ao Selo Procel, existem também o Selo Conpet, focado em averiguar produtos e equipamentos que utilizam energia derivada de petróleo e gás natural.

selo do conpet
O Selo Conpet conta com apoio de órgãos como IBAMA (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) e Petrobrás.

Aqui, a classificação busca identificar itens cuja produção não excedeu o uso racional de recursos, atingindo os graus máximos de eficiência energética. Atualmente, ele é concedido a aquecedores de água a gás, fornos a gás, fogões e veículos leves.

Sua criação é um projeto da Conpet, programa do governo criado em 1991 que busca prevenir o desperdício de recursos naturais e não renováveis no Brasil.

Leia também: Como economizar energia com a sua geladeira

Para que serve o Selo Procel?

Basicamente, o selo tem como objetivo principal a identificação de produtos que apresentem os melhores níveis de eficiência energética em uma determinada categoria de equipamentos, para que o público consiga adquirir os melhores produtos disponíveis.

Analise o seguinte cenário: ao adquirir um eletrodoméstico de alta eficiência energética, é importante garantir que ele vai consumir o mínimo de energia possível para o seu correto funcionamento. No fim do mês, os valores utilizados ou não vão ser refletidos na conta de luz. 

Veja como o uso correto de sua geladeira, pode gerar economia para você
A compra e a utilização de aparelhos eletrodomésticos com o Selo Procel serão muito úteis para economizar energia na sua residência.

Para os consumidores de eletrodomésticos, o selo garante a possibilidade de discriminar os aparelhos que despendem menos energia para atingir o melhor funcionamento possível — o melhor dos dois mundos.

O objetivo é cumprido de duas formas distintas: com a fixação do selo em todas as unidades fabricadas ou importadas de produtos, de modo a orientar os consumidores durante a compra, e por meio do site do órgão, que conta com uma tabela indicando todos os produtos aprovados.

Quais aparelhos estão aptos a receber o Selo Procel?

Todos os aparelhos eletrônicos e eletrodomésticos estão aptos a serem avaliados e classificados pelo Selo Procel, que, por sua vez, são subdivididos em categorias: eletrodomésticos, itens para iluminação, aparelhos solares, bombas e motores.

A seguir, veja quais equipamentos contemplados de cada um dos segmentos:

Eletrodomésticos

  • Congeladores;
  • Refrigeradores;
  • Lavadoras de roupa automáticas;
  • Lavadoras de roupa semiautomáticas; 
  • Televisores;
  • Ventiladores de mesa;
  • Ventiladores de teto;
  • Ares-condicionados de janela;
  • Ares-condicionados de split; 
  • Micro-ondas. 

Iluminação

  • Lâmpadas fluorescentes compactas (das voltagens 127V e 220V);
  • Lâmpadas a vapor de sódio;
  • Lâmpadas LED;
  • Lâmpadas Tubulares; 
  • Luminárias LED para iluminação pública.

Bombas e Motores

  • Bombas e Motobombas;
  • Motores Elétricos.

Solares

  • Sistema de Aquecimento Solar;
  • Coletores Solares;
  • Reservatórios Térmicos;
  • Sistema Fotovoltaico;
  • Módulos Fotovoltaicos.

Como um produto pode ganhar o selo?

Embora não seja de item de caráter obrigatório, não é todo eletrodoméstico inscrito que pode ganhar a aprovação do Procel para receber o selo. Assim como demais produtos do mercado, como carros, medicamentos e eletrônicos, existe uma bateria de testes que ajudam a conferir qualidade e determinar se aquele item pode se tornar disponíveis aos consumidores.

informações do selo procel
Os produtos com o Selo Procel são testados em laboratórios credenciados, sob a supervisão do Inmetro, e garantem qualidade ao aparelho.

Para receber o Selo Procel, um produto deve passar por testes rigorosos em um laboratório idôneo, credenciado, e indicado pelo Procel, e seus resultados passam por uma triagem feita pela Eletrobrás e pelo Inmetro, considerando o atingimento de um nível de excelência específico de acordo com os parâmetros instituídos pelo programa. 

Geralmente, os produtos aprovados após a bateria de testes são contemplados pelo adesivo do programa com a faixa “A”, da ENCE (Etiqueta Nacional de Conservação de Energia).

Conheça todas as avaliações possíveis

O Selo Procel classifica os aparelhos eletrônicos e eletrodoméstico inscritos em notas que vão de A a G, indicados por cores que variam de verde a melhor. A classificação A será dada a aparelhos que, além de passarem pelos testes, também se provam como aparelhos cujos gastos de energia serão os mínimos possíveis para uma eficiência máxima. 

mulher fazendo cálculos atrás de uma montagem com índice de energia
Na prática, a etique vai te ajudar a comparar o nível de consumo de energia de produtos, facilitando a economizar na conta de luz e na compra de um produto.

Já a classificação G, vai para os aparelhos cuja eficiência e desempenho não se enquadram nos padrões estabelecidos. Não é que eles não funcionem adequadamente, mas, eles vão representar os aparelhos com maior gasto energético disponíveis no mercado dentro de seus respectivos segmentos. 

Agora, uma certeza que você deve ter é que, ao adquirir um aparelho com o Selo Procel A, sua conta de energia virá muito mais econômica do que utilizar um aparelho da categoria G.

Quais informações constam no Selo Procel?

Agora que você já aprendeu algumas das principais características em relação ao Selo Procel, chegou a parte mais importante sobre ele: a forma de se realizar sua leitura e quais informações podem ser encontradas na etiqueta. Nas lojas físicas, é comum encontrá-lo anexado nos eletrodomésticos, enquanto nas virtuais, suas informações são sinalizadas na página de descrição do produto.

Quais informações constam no Selo Procel?

Os produtos aprovados pela vistoria dos órgãos responsáveis vão receber a etiquetagem de um adesivo com informações sobre utilização do aparelho, consumo de energia, modelo e outros.

  • Eficiência de energia: ela vai indicar a eficiência de energia elétrica daquele aparelho em questão, classificada de “A” a “E” — na qual a A representa o melhor nível de economia de energia, e a E o nível menos eficiente de economia; 
  • Modelo do aparelho e nome do fabricante;
  • O valor do consumo de energia, em kWh/mês, ou a porcentagem do rendimento energético;
  • O valor do consumo de energia em modo stand-by (ou em “espera”, no qual o aparelho está desligado, mas ainda conectado à tomada);
  • Demais especificações técnicas que vão variar de produto a segmento

Leia também: É errado deixar seus eletrodomésticos no modo de espera?

Características de produto

Sobre as características do produto, o Selo Procel vai conter algumas informações sobre aquele item em questão, como a fabricante, tensão, modelo, etc. Conheça algumas dessas características que vão variar conforme o segmento de um aparelho.

  • Geladeiras: apresentam dados de capacidade do congelador e do refrigerador, temperaturas mínimas e máximas atingidas por ambos os aparelhos, etc; 
  • Máquinas de lavar: avaliação da eficiência de lavagem e da eficiência de centrifugação.
  • Televisores: dimensão da tela em centímetros e polegadas; 
  • Micro-ondas: consumo de energia em modo stand-by e volume do aparelho; 
  • Ares-condicionadores: início do ciclo do aparelho e a capacidade de refrigeração; 
  • Bombas e motobombas: rendimento do conjunto e da bomba, vazão, altura manométrica, rotação corrigida e medida do diâmetro do rotor.

Leia também: Desligar a geladeira de noite ajuda na economia de energia?

Vantagens e importância do Selo Procel

Em primeiro lugar, é sempre importante ressaltar quão importante o adesivo tem para o público consumidor do mercado de eletrônicos e eletrodomésticos. Ao fazer a compra de um aparelho com o Selo Procel, é a certeza de garantir uma máquina que vai cumprir sua função com o menor gasto de energia possível.

sustentabilidade de compartilhar energia solar
Com atenção ao Selo Procel na sua próxima compra, será possível reduzir o consumo de energia sem perder a qualidade do serviço: você vai ajudar a preservar o meio ambiente sem abrir mão do seu conforto!

Desta forma, ele é capaz de indicador ao público quais são os aparelhos com mais eficiências e menos gasto de energia. Como consequência, será nítido a diferença da conta de luz ao se optar pelos aparelhos mais econômicos disponíveis no mercado, sejam de fabricação nacional ou importados. 

Mas engana-se quem acredita que o famigerado adesivo colorido só vai trazer vantagens aos consumidores. As empresas e fábricas de eletrodomésticos aprovados pelo Procel também serão beneficiadas com o selo.

Quando uma companhia tem seu produto aprovado pelos testes, isso significa que ela vai ter mais fôlego e motivação para produzir outros itens com qualidade, de modo a obter aprovação para eles. 

O que considerar na hora de contratar uma empresa de energia solar?
Esse ponto é benéfico até mesmo para os profissionais e colaboradores por trás dessas marcas, gerando mais oportunidades e crescimento para todos os envolvidos. 

Por fim, a natureza também será beneficiada com aparelhos eficientes e econômicos energeticamente. Quanto mais empresas seguirem em busca da aprovação do Selo Procel, teremos um mercado mais interessado em atender e respeitar medidas de preservação de recursos naturais, e preocupados em apoiar a sustentabilidade.

Sem dúvida alguma, reconhecer o selo procel como um grande aliado do consumidor vai mudar a forma de você consumir e fazer uso de produtos durante o seu dia a dia.

Você pode ter acompanhado que o Selo Procel é responsável por oferecer muitas vantagens ao consumidor na hora de adquirir um produto eletrônico ou até mesmo para a sua utilização diária. Além de significar uma forma positiva e direta para oferecer ao público mais informações sobre um aparelho, o selo cria uma cadeia de sustentabilidade. 

Caso você esteja interessado em outras formas de contribuir com a preservação da natureza ou economizar energia, uma forma de se fazer isso é fazendo o uso de energia solar na sua casa ou trabalho.

Como a Solfácil pode lhe auxiliaR

Desde 2018 a Solfácil já levou energia solar para mais de 26 mil projetos solares instalados em residências, empresas e áreas rurais. Ao integrar a solução de financiamento com parceiros estratégicos e know-how para projetos e homologações, criamos um ambiente favorável para implementação da energia solar, seja por parte do consumidor ou por parte do integrador. Quer saber mais? Defina seu interesse:

Posts Similares

Estórias Solares