Uma das reclamações mais frequentes relacionadas ao consumo de energia elétrica é o aumento da conta de luz. Isso pode acontecer por diversos fatores, que variam entre o tipo de bandeira no momento, o aumento do consumo de energia, mudanças de estações e em casos específicos, erros na leitura do relógio. Mas você sabe entender por que a conta de luz está alta?

Dentro da sua conta de energia elétrica, existem diversas informações que deixam claro o porquê está sendo cobrado aquele valor. Isso inclui a bandeira tarifária usada naquele período, os impostos, as taxas e o seu consumo de energia naquele mês. A partir dessas informações, fica mais fácil conseguir entender o valor que está sendo cobrado.

Em outros casos, apenas fazer a leitura da sua conta pode não ser o suficiente para explicar o aumento do valor. E foi pensando nisso que separamos um post explicando mais sobre o porque sua conta de luz está alta. Confira logo abaixo!

Por que a conta de luz está alta?

Um dos principais motivos que levam ao aumento da sua conta de luz está relacionado com a crise hídrica, que impacta diretamente na cor da bandeira que é usada durante o período da leitura do relógio de energia.

o aumento também está relacionado com a necessidade do uso de novos geradores de energia para suprir a demanda
O aumento também está relacionado com a necessidade de o uso de novos geradores de energia para suprir a demanda

Hoje, os reservatórios do Centro-Oeste e sudeste representam aproximadamente 70% da geração de energia de todo o país, e os mesmos tiveram sua capacidade de armazenamento afetada depois da crise hídrica que ocorreu em 2021, fazendo com que o armazenamento de água não fosse maior que 23% da sua capacidade total. Isso fez com que fosse necessário fazer um racionamento de energia por meio do aumento do kWh.

Além do aumento, estar relacionado com o racionamento da energia, também tem ligação direta com os geradores emergenciais que são usados quando a água está escassa: as usinas termelétricas, que são relativamente mais caras do que as usinas hidrelétricas.

Porém, existem outras razões que podem fazer com que a conta de luz fique alta.

Tipo de tarifa 

O tipo de tarifa também pode estar impactando diretamente na sua conta de luz, fazendo com que ela fique mais alta. Se você utiliza a tarifa convencional, por exemplo, o kWh é cobrado por um valor fixo em sua conta, que com a crise hídrica ficou ainda mais caro. Como consequência, quanto mais você gasta, mais cara sua conta de luz fica.

Já nos casos da tarifa branca, que possui horários de ponta em que a energia fica mais cara e horários fora de ponta, quando a energia fica mais barata, o aumento pode estar relacionado ao aumento do consumo em horários de pico.

Em São Paulo, por exemplo, o horário mais caro para se usar a energia elétrica é das 17:30 até as 21:30. Utilizar chuveiros, ar condicionado e máquina de lavar nesse horário, por exemplo, faz com que sua conta possa até mesmo dobrar de valor, especialmente durante o período em que a bandeira preta está em vigor.

Estação do ano

Outras razões que aumentam a conta de luz estão relacionadas com a estação do ano, já que durante o verão a tendência é que gastemos menos energia. Afinal, durante os dias mais quentes usamos o chuveiro em temperaturas mais frescas e acendemos as luzes mais tarde, já que o dia escurece normalmente depois das 7 horas da noite.

normalmente os gastos durante o verão são menores quando comparados com os gastos durante o inverno
Normalmente os gastos durante o verão são menores quando comparados com os gastos durante o inverno

Enquanto isso, no inverno as luzes são acesas por volta das 5:30 da tarde e os banhos passam para as potências máximas dos chuveiros, aumentando drasticamente o valor da conta de luz no final do mês.

Como diminuir o valor da conta no final do mês?

Durante a crise hídrica a tendência é que a conta continue alto mesmo economizando, mas é importante evitar o consumo excessivo para que a conta não suba ainda mais. Para isso, evite tomar banhos longos e em temperaturas muito altas e prefira usar o chuveiro em horários mais quentes para não precisar utilizar o aparelho no máximo.

Outra dica é trocar o ar condicionado pelo ventilador em dias de verão e não abrir a geladeira com muita frequência especialmente durante a tarde.

Você também pode aderir a outras fontes de energia elétrica, como a energia solar fotovoltaica, que é uma das poucas opções que podem fazer com que a conta de luz fique relativamente mais barata. Isso porque, por meio da geração de energia solar, você pode abater o valor da sua conta de luz no final do mês sempre que produzir mais energia do que você gasta.

Isso fará com que você possa usar os eletrodomésticos e aparelhos quando necessário sem medo de que a conta no final do mês venha muito alta, embora o consumo consciente seja sempre importante.

Essa também é uma das melhores soluções para empresas que não podem tomar medidas para gastar menos energia elétrica no final do mês, já que possuem muitos maquinários e em muitos casos precisam deixar os computadores ligados durante muito tempo.

cropped-energia-fotovoltaica.jpg

Além de mudar a tarifa da convencional para a tarifa branca e diminuir seu consumo especialmente em horários de ponta, outra forma de economizar e se proteger dos aumentos na conta de luz é optando por outras fontes de energia elétrica.

Como a Solfácil pode lhe auxiliar

Desde 2018 a Solfácil já levou energia solar para mais de 26 mil projetos solares instalados em residências, empresas e áreas rurais. Ao integrar a solução de financiamento com parceiros estratégicos e know-how para projetos e homologações, criamos um ambiente favorável para implementação da energia solar, seja por parte do consumidor ou por parte do integrador. Quer saber mais? Defina seu interesse:

Resumo completo do story abaixo:

Posts Similares

Estórias Solares