Uma dúvida bastante comum entre todos os tipos de consumidor diz respeito aos aparelhos em standby. Conhecido como modo de espera, ou ainda hibernação, ele é um grande vilão quando o assunto é consumo de energia elétrica.

Ainda que pareça inofensiva, aquela luzinha pode representar grande parte de sua conta de luz. E não pense você que somente eletrodomésticos grandes gastam muita energia. Dos quase extintos DVDs às geladeiras, do micro-ondas à tv, do seu computador ao rádio. Todos eles te fazem pagar mais ao fim do mês. Especialmente quando você não está os utilizando.

Para entender melhor sobre o tema, fique atento aos parágrafos a seguir. Neles, poderá compreender as vantagens e desvantagens do modo de espera, bem como os maiores gastadores em sua casa. Com isso em mente, basta tirá-los da tomada e começar a economizar!

O que o modo standby nos aparelhos?

Para aqueles que ainda se encontram perdidos, o modo standby é quando você desliga um aparelho, mas não o tira da tomada. Geralmente, ele apresenta uma pequena luz, que pode ficar piscando ou acesa ininterruptamente.

Independentemente do caso, esta é uma ferramenta que permite um processo mais rápido quando quiser, de fato, utilizar seu dispositivo, sem necessidade de login, cadastro, espera ou configuração.

o que é o aparelhos em standby

Algumas marcas utilizam outros nomes para essa tecnologia, variando entre modo de espera ou ainda modo hibernação. O termo utilizado, entretanto, não muda a funcionalidade que ele oferece.

Sendo assim, esta é mais uma forma que as empresas encontraram para facilitar a vida de seus usuários e poupar seu tempo. O que nem todo mundo sabe, porém, é que esse tempo poupado é cobrado depois, em sua conta de luz.

Quais as vantagens de deixar os aparelhos em standby?

Sem dúvida alguma, deixar os aparelhos em modo standby tem sim, suas vantagens. Primeiramente, este é um grande auxílio para quem tem a vida corrida, bastando ligar o dispositivo para utilizá-lo.

Sem arrastar móveis para buscar a tomada mais próxima, sem configurações e ajustes toda vez que deseja usá-los. De fato, a praticidade é seu grande ponto forte.

simple, simples em inglês

Em alguns casos, como o de micro-ondas e DVDs, é possível também aproveitá-los como relógio. Nessas situações em específico, as fabricantes investiram para, mais do que uma luz piscante, houvesse uma real utilidade no modo de espera.

E, ainda que muitos disponíveis mais atuais consigam salvar suas configurações, dificilmente você encontrará um que permaneça com o mesmo horário de quando foi tirado da tomada.

Quais as desvantagens de deixar os aparelhos em standby?

Mencionadas as — não tão diversas — vantagens de deixar os aparelhos em standby, chega o momento doloroso. Aqui, é preciso destacar as desvantagens dessa estratégia, que interferem diretamente em sua vida.

Pensando como sociedade, é bom dizer que esta não é uma atitude muito sustentável. O ideal, para o meio ambiente e todos ao seu redor, seria deixar todos os dispositivos fora da tomada quando não for utilizá-los.

deixar aparelhos em standby gasta energia

Infelizmente, essa não se apresenta como uma justificativa válida para muitas pessoa, sendo preciso recorrer ao dinheiro.

Dessa forma, estudos do Instituto Akatu indicam que, somados, os aparelhos em standby podem representar cerca de 12% de sua conta de luz. Ou seja, mais de 10% de seus gastos vem de eletrodomésticos e outros dispositivos que você sequer está usando em seu dia a dia.

Quais os aparelhos que mais gastam no modo standby?

Agora que já compreendeu a gravidade de deixar os aparelhos em standby, com certeza você está se perguntando sobre os maiores gastadores em sua casa.

Ainda que todos os dispositivos que possuam essa funcionalidade consumam energia, há sim alguns que merecem um destaque maior nessa discussão. Sendo assim, pode-se dizer que os principais no quesito gastar energia são os que seguem.

Computador

O primeiro item a ser mencionado nesta lista é o computador, especialmente agora que o home office se tornou rotina.

Ainda que pareça inofensivo, seu pc pode ser responsável por grande parte de sua conta de energia, inclusive quando desligado. Estima-se que com o monitor ligado, o dispositivo consuma cerca de 0,12kWh, enquanto em modo de espera o valor cai para 0,04kWh.

computador em modo de espera macbook

Ainda que haja de fato uma redução, este ainda é um consumo que existirá, você o utilizando ou não. Dessa forma, o mais indicado é desligá-lo se for ficar mais de duas horas sem interagir com ele.

No caso dos monitores, o ideal é já tirar da tomada se o tempo longe dele for superior a 15 minutos. Assim, mesmo um rápido cafezinho já justifica seu desligamento total.

Televisão

Outra das queridinhas dos brasileiros é uma grande gastadora de energia elétrica, e quanto maior a tela, maior o problema.

Dados da Aneel — Agência Nacional de Energia Elétrica — confirmam que o aparelho, mesmo em standby, consome cerca de 4,3 kWh. E isso diz respeito a um modelo de 20 polegadas, quase em extinção atualmente. As requisitadas variantes de 32, 42, 60 ou até 80 polegadas representam um estrago ainda maior.

aparelhos de televisão em standby

Com isso em mente, é fácil compreender que uma enorme economia é possível ao simplesmente tirar seu televisor da tomada.

A boa notícia, porém, é que os modelos mais atuais carregam seus dados muito mais rápido, além de terem suas configurações salvas na nuvem. Isso significa, na prática, que estas não se perderão ao tirá-lo da tomada e o processo de inicialização será bastante ágil.

Micro-ondas

Com certeza todos já ouviram, alguma vez em suas vidas, que o ideal é retirar o micro-ondas da tomada. De fato, esta é uma dica bastante inteligente, principalmente ao considerar seu consumo mesmo em standby.

Aqui, vale a pena lembrar do famoso relógio, que muitas vezes é o único da cozinha. Assim, inúmeros são os usuários que poderiam economizar um bom dinheiro apenas ao comprar um modelo de pilha para pendurar na parede.

microondas antigo instalado cinza

Novamente de acordo com a Aneel, o consumo mensal de um aparelho como esse em standby pode chegar a 13,7 kWh. Sendo assim, retirá-lo da tomada após sua utilização é não apenas lógico, mas também necessário. Esse gasto, além de injustificável, pode ser cortado sem trazer ao consumidor nenhuma desvantagem clara e que influencie diretamente em sua rotina.

Rádio

Mesmo que poucos saibam, o aparelho de som é um dos maiores consumidores de energia da casa brasileira. Mesmo em modo de espera, seu gasto é de cerca de 3,6 kWh, o que encarece sua conta de energia elétrica.

Aqui, são considerados desde rádios pequenos, como os mini e micro systems, até modelos maiores e com mais funcionalidades.

deixar aparelhos de rádio em standby

Há uma grande chance, entretanto, de você estar se perguntando algo como “quem ainda utiliza rádios em casa?”. Se este for seu questionamento, ele é realmente válida, sendo que a resposta para pode ser bastante direta. Mesmo sendo quase que nunca utilizado, há diversas famílias que o mantém na tomada, podendo ficar mais de anos sem ligá-lo de fato. E isso sim, é um consumo completamente injustificável.

Aprenda a economizar com a Solfácil!

Principalmente por conta dos aumentos constantes na conta de luz, a preocupação com os aparelhos em standby é fundada. Ainda assim, milhares são os consumidores que, mesmo sabendo disso, continuam a gastar seu dinheiro com itens que são pouco utilizados. Mas, se você quer mesmo economizar, o ideal é apostar em novas tecnologias que realmente garantem o cumprimento desse objetivo.

Para isso, a Solfácil é a melhor opção para investir em painéis de energia solar, renovável e sem custo. Confiável e segura, a empresa conta com assistência de qualidade para te auxiliar a qualquer momento. Mais do que isso, te oferece a oportunidade de contar com uma fonte sustentável e gratuita de energia elétrica.

Ficou interessado ou quer tirar dúvidas sobre o assunto? Entre em contato conosco e converse com um de nossos especialistas sobre sua situação. Ficaremos felizes em poder te ajudar!

Veja um resumo do texto em formato de story

Posts Similares

Estórias Solares