Energia Solar. O financiamento de sistemas fotovoltaicos é uma das principais formas de viabilizar o investimento nesse tipo de tecnologia, tendo em vista o alto custo envolvido. No Brasil, há atualmente diversas linhas de crédito que possibilitam a realização de financiamentos para bens diversos, sendo o FINAME uma delas. 

A Agência Especial de Financiamento Industrial (FINAME) é uma empresa pública brasileira, subsidiária do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), que disponibiliza linhas de financiamento para atender demandas de diferentes perfis de clientes, de acordo com a empresa beneficiária e os itens financiáveis. 

Se você está interessado(a) em recorrer ao FINAME para o investimento em energia solar do seu agronegócio, esse texto é para você. Confira a seguir algumas informações que você precisa saber antes de dar andamento ao processo.

Preencha os dados abaixo que respondemos na próxima live e lhe avisaremos por email.

BNDES FINAME Baixo Carbono: Como funciona? 

Através do FINAME, é possível obter financiamento para aquisição de máquinas e equipamentos, entre eles os sistemas de energia solar fotovoltaica. Para quem pretende instalar energia solar, essa pode ser uma alternativa para atenuar o custo inicial do investimento.

BNDES FINAME Baixo Carbono: Como funciona?
BNDES FINAME Baixo Carbono: Como funciona?

A linha de crédito para essa finalidade específica chama-se BNDES FINAME Baixo Carbono, que é uma das seis linhas de crédito ofertadas pela empresa. Inclui tanto os equipamentos como a mão de obra necessária para a instalação do sistema, portanto o financiamento pode chegar a 100% do valor do projeto. 

O financiamento do BNDES FINAME para energia solar é oferecido para a compra e instalação de micros e minigeradores de até 375 quilowatts de potência, e está disponível para: 

  • Empresas sediadas no Brasil;
  • Administração pública;
  • Empresários individuais e microempreendedores;
  • Produtores rurais;
  • Transportadores autônomos de carga;
  • Fundações, associações e cooperativas sediadas no Brasil;
  • Pessoas físicas residentes e domiciliadas no Brasil;
  • Condomínios.

O requisito básico para ter direito ao financiamento oferecido pela FINAME é que os equipamentos do sistema solar sejam todos de fabricação nacional e credenciados no BNDES. 

Ao procurar por uma empresa de energia solar para fazer o orçamento do seu projeto fotovoltaico, lembre-se de se informar se ela trabalha com equipamentos habilitados para esse financiamento. Com o orçamento em mãos, já é possível dar andamento na solicitação do crédito. 

O prazo máximo de parcelamento do financiamento é de até 120 meses, o equivalente a 10 anos, e o início do pagamento das parcelas precisa ser realizado em até 2 anos. 

A taxa de juros é um atrativo que chama a atenção no BNDES- principalmente para energia solar
A taxa de juros é um atrativo que chama a atenção no BNDES

No caso de operações indiretas realizadas pelo BNDES, a taxa de juros é composta da seguinte forma: 1) pelo custo financeiro; 2) pela taxa do BNDES; e 3) pela taxa do agente financeiro. 

A taxa atual do BNDES para a linha FINAME Baixo Carbono é de 0,95% ao ano, enquanto que a taxa do agente financeiro pode variar, uma vez que é definida pela instituição financeira escolhida com base no histórico do cliente e no seu relacionamento com o banco. Segundo o BNDES, essa taxa costuma variar entre 3% e 6% ao ano. 

O custo financeiro, por sua vez, é determinado conforme cada produto, linha de financiamento ou programa, e pode ser composto também por uma ou mais taxas como SELIC, TFB e TLP, entre outras. Essas taxas podem sofrer variações ao longo do contrato de financiamento, com atualizações monetárias nos valores contratados. 

A garantia sobre o financiamento deverá ser definida entre você e a instituição financeira escolhida, seguindo as normas do Conselho Monetário Nacional. No caso de financiamento destinado a equipamentos de energia solar, deve ser constituída a propriedade fiduciária sobre os bens do financiamento, a ser mantida até a liquidação final do contrato. 

A garantia sobre o financiamento deverá ser definida entre você e a instituição financeira
A garantia sobre o financiamento deverá ser definida entre você e a instituição financeira

Outra opção é a possibilidade de recorrer ao BNDES FGI (Fundo Garantidor do Investimento), que é utilizado para complementar as garantias de operações diretas de financiamento. Seu principal objetivo é facilitar a obtenção de crédito para micro, pequenas e médias empresas, além de empreendedores individuais. 

As condições do financiamento através da linha do FINAME são ideais para aumentar a diversidade energética nas propriedades rurais, diminuindo o custo de produção, obtendo maior segurança devido à menor instabilidade de abastecimento, e conferindo maior valor aos produtos, que a partir da instalação dos equipamentos passam a ser produzidos com a contribuição da energia solar. 

Ficou interessado(a) e quer saber o que é preciso para solicitar a linha de crédito do FINAME para energia solar em seu agronegócio? Continue a leitura para saber mais. 

Como solicitar o financiamento FINAME para energia solar?

Assim como acontece com a maioria das linhas de crédito oferecidas pelo BNDES, o repasse do valor autorizado para o financiamento é feito através das instituições financeiras credenciadas. 

Para iniciar o processo de solicitação do financiamento da linha BNDES FINAME Baixo Carbono, é preciso, antes de tudo, solicitar o orçamento do projeto fotovoltaico junto das empresas especializadas. Não se esqueça de informar que deseja fazer o seu financiamento através do FINAME. 

Como solicitar o financiamento FINAME para energia solar?
Como solicitar o financiamento FINAME para energia solar?

Ao escolher a melhor opção, é hora de procurar a instituição financeira de sua preferência (que seja credenciada ao BNDES) para solicitar o financiamento. Nesse momento, a empresa deve informar qual é a documentação necessária para, com ela em mãos, analisar a possibilidade de concessão do crédito e iniciar a negociação a respeito das garantias. 

Com a negociação aprovada, a instituição encaminhará sua solicitação ao BNDES, que fará sua avaliação, observando se está de acordo com as normas. Caso esteja tudo dentro dos conformes, o BNDES emite a autorização para que o financiamento seja realizado. Em seguida, a empresa escolhida deverá entregar e instalar o sistema na sua propriedade. 

Por fim, mediante solicitação e apresentação da nota fiscal, o BNDES repassará o valor a ser financiado ao agente financeiro, que fará a transferência do mesmo à empresa responsável pela realização do serviço. 

No caso de micros, pequenos ou médios empresários, a solicitação do financiamento pode ser enviada através do Canal MPME.

É inegável que essa linha oferece uma série de vantagens e facilidades aos agricultores, possibilitando o avanço do setor solar em todo o segmento do agronegócio. Como cada caso é um caso, apenas fazendo uma simulação para ter uma melhor noção de como será o seu financiamento. Se você tem interesse em obter mais detalhes, dê uma espiada no item a seguir. 

Guia de financiamento BNDES 

No site do BNDES é possível ter acesso ao guia de financiamento para as linhas de crédito, facilitando ainda mais a vida de quem tem interesse em dar esse pontapé no investimento do seu agronegócio. 

Guia de financiamento BNDES para energia solar
Guia de financiamento BNDES 

O cálculo é feito de maneira simples. Ao adotar o exemplo hipotético de um sistema fotovoltaico cujo valor é de R$ 30 mil, por exemplo, financiamento de 100%, 36 meses para quitação das parcelas e carência de 3 meses, a taxa de juros sairá por 11,47% ao ano.

Energia Solar em Propriedades Rurais com a Solfácil

Nós temos uma linha de financiamento revolucionária que permite que você troque o custo da sua conta de luz por um ótimo investimento em sistema de energia solar.

É isso mesmo! Temos uma rede de parceiros instaladores em todos os estados do Brasil que executam o projeto de energia solar na sua propriedade rual e você paga em até 144 parcelas com juros acessíveis. Tão acessíveis que a prestação mensal fica até 30% inferior à economia de energia que você tem com o sistema.

Confira aqui o story do post!

Posts Similares

Estórias Solares