De acordo com dados recentes da Agência Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR), a capital do Mato Grosso, Cuiabá é a 1° cidade brasileira no ranking de produção de energia solar com 117 megawatts instaladas.

Cuiabá assumiu a primeira posição entre os municípios brasileiros em dezembro de 2020, com 51,6% de potência instalada. Em janeiro de 2021, subiu para 53,0 MW e em fevereiro para 58,8 MW (1,3%). O estado do Mato Grosso está na quarta posição de geração de energia solar no país, ficando atrás apenas de Minas Gerais, Rio Grande do Sul e São Paulo.

Placas soláres - Cuiabá

Segundo o coordenador da ABSOLAR no centro oeste, Tiago Vianna, a grande expansão da energia solar no Mato Grosso se concentra principalmente nas áreas residenciais.

Preencha os dados abaixo que respondemos na próxima live e lhe avisaremos por email.

 “Hoje, de todo o volume, mais de 70% são micro geradores instalados em telhados. Isso mostra que há uma adesão da população que entende que o custo de energia vai ser sempre impactante. O custo do sistema fotovoltaico vem caindo durante os anos. No começo era mais o comércio e a indústria que procuravam, mas atualmente, são mais as residências.’’

Explica o coordenador.

Os sistemas residenciais representam mais da metade da potência instalada na região com 55 MW, seguido dos comerciais 24,5 MW e 15,8 MW dos industriais.

Como a Solfácil pode lhe auxiliar

Desde 2018 a Solfácil já levou energia solar para mais de 26 mil projetos solares instalados em residências, empresas e áreas rurais. Ao integrar a solução de financiamento com parceiros estratégicos e know-how para projetos e homologações, criamos um ambiente favorável para implementação da energia solar, seja por parte do consumidor ou por parte do integrador. Quer saber mais? Defina seu interesse:

Confira aqui o story do post!

Posts Similares

Estórias Solares