No processo de investimento em energia solar fotovoltaica, uma das dúvidas que surgem diz respeito à escolha entre sistema on-grid ou off-grid. Os dois tipos se referem ao funcionamento de sistemas fotovoltaicos instalados em residências, propriedades e estabelecimentos comerciais para a geração de energia elétrica.

Para fazer a escolha mais acertada de acordo com as suas necessidades, é fundamental compreender qual a diferença entre eles e qual melhor se adequa ao que você precisa. Leia o artigo a seguir para descobrir qual a melhor opção para você. 

Energia solar on grid 

Os sistemas on grid e off grid se diferem com relação à conexão, ou não, à rede pública de distribuição elétrica, o que determina a sua dependência dessa fonte de energia quando é necessário. 

placa solar no telhado
Entenda o que é a energia solar on-grid

A forma de captação de energia é a mesma: a partir da irradiação dos raios solares, por meio do efeito fotovoltaico. Esse efeito acontece quando há tensão elétrica no material semicondutor utilizado para produção das células solares que compõem o sistema fotovoltaico, quando esse material é exposto à luz.

O sistema on grid (ou grid tie, como também é conhecido) tem sua geração de energia solar conectada à rede pública de distribuição de energia.

Sendo assim, quando o sistema fotovoltaico da residência ou empresa produz mais energia do que consome, o excedente é injetado na rede elétrica convencional. A partir disso são gerados créditos de energia, que podem ser utilizados em até cinco anos. 

Em ocasiões nas quais o sistema não consegue gerar a energia necessária para o consumo, a rede pública complementa com a energia restante. Isso pode acontecer durante à noite, ou em dias nublados e chuvosos. Como consequência, a conta de luz terá seu valor reduzido consideravelmente. 

O sistema on grid é harmonizado à rede pública através de inversores interativos, que além disso também convertem a energia gerada pelas placas solares em corrente contínua (CC), transformando-a em energia elétrica de corrente alternada (CA) adequada para o uso de aparelhos elétricos utilizados no cotidiano.

Liquidificador, ventilador e máquina de lavar são alguns dos equipamentos que fazem uso da corrente alternada em uma residência. 

Agora veremos a seguir como funciona o sistema off grid. 

Energia solar off grid 

Vimos anteriormente que o que difere o sistema on grid e o sistema off grid é o fato de se alimentar ou não da energia advinda da rede de distribuição pública quando necessário, o que gera certa dependência nesse aspecto. 

Homem trabalhando no telhado com placas solares
Entenda o que é energia solar off-grid

Conclui-se que o sistema on grid não é totalmente independente, já que pode precisar do abastecimento da rede pública, ficando vulnerável a possíveis falhas de distribuição. 

O sistema off grid, por sua vez, não possui conexão com a rede pública de energia. Sendo assim, quem opta por essa técnica não paga a conta de luz. A autonomia desse sistema é garantida pelo banco de baterias estacionárias, responsáveis por armazenar toda a energia excedente gerada pelos módulos fotovoltaicos. 

A energia “que sobra” fica armazenada nas baterias, disponível para gerar energia elétrica para o imóvel quando necessário, como durante a noite, por exemplo, quando o sistema não está gerando energia solar. 

Devido às suas particularidades, os sistemas off grid são uma opção mais indicada para instalação em lugares remotos, onde muitas vezes a rede pública de energia não atende. 

Essa autonomia característica dos sistemas off grid são uma grande vantagem, mas em contraponto é necessário investir um valor inicial maior em função da necessidade de instalação das baterias. Ainda assim, com algum tempo de uso esse valor acaba retornando, já que esse tipo de sistema oferece maior economia a médio e longo prazo. 

É fato que ambos os sistemas possuem grandes vantagens a serem consideradas. Qual é então a melhor opção? Confira a seguir algumas dicas para te ajudar a tomar a decisão certa. 

Qual tipo de sistema devo escolher? 

Não existe necessariamente uma escolha certa ou errada quando se trata desse assunto, pois cada caso é um caso e tem suas especificidades. Por isso, é fundamental levar em consideração a opção que melhor irá atender às suas necessidades e expectativas com relação à geração de eletricidade. 

Lembre-se que a principal diferença entre os sistemas on grid e off grid está na forma que armazenam a energia excedente produzida e qual sua fonte de energia alternativa em casos de baixa produção de energia solar (créditos por meio da rede elétrica de distribuição nos sistemas on grid, e energia armazenada nas baterias estacionárias nos sistemas off grid). 

Para fazer a escolha mais acertada para a sua residência ou empresa, é imprescindível que você considere a sua realidade. 

O sistema on grid é a solução mais procurada em regiões urbanas ou localidades que possuem acesso à energia elétrica por meio da rede de distribuição. Apesar de ter a possibilidade de acúmulo de créditos na rede, está vulnerável a possíveis falhas de abastecimento por parte da distribuidora caso esteja utilizando do serviço. 

casa com placa solar
Entenda qual a melhor escolha em energia solar para sua necessidade

Quando se trata de imóveis localizados em áreas remotas ou rurais (onde muitas vezes não há o alcance da rede de distribuição convencional), o sistema off grid é a escolha ideal, uma vez que não depende da rede pública de energia, e por isso oferece maior autonomia ao consumidor.

Também não está suscetível às falhas de abastecimento, pois conta com alimentação contínua proveniente das baterias que compõem o sistema. 

As baterias estacionárias que fazem parte do sistema off grid são produzidas a partir de tecnologia de ponta, e por isso sua instalação corresponde a boa parte do investimento inicial necessário. Sendo assim, o orçamento disponível é outro aspecto que deve ser considerado na hora de escolher entre sistemas on grid e off grid. 

Se você deseja priorizar sua comodidade e possui um orçamento mais limitado, o sistema on grid provavelmente é a melhor opção para o seu caso. Já se a instalação será feita em local remoto ou se você prefere garantir maior autonomia para geração da sua energia, o sistema off grid cobre melhor esses aspectos. 

Para fazer a melhor escolha, é fundamental que o consumidor tenha em vista suas necessidades, expectativas e limitações. As particularidades de cada contexto são o que irá definir qual a melhor escolha.

Como a Solfácil pode lhe auxiliar

Desde 2018 a Solfácil já levou energia solar para mais de 26 mil projetos solares instalados em residências, empresas e áreas rurais. Ao integrar a solução de financiamento com parceiros estratégicos e know-how para projetos e homologações, criamos um ambiente favorável para implementação da energia solar, seja por parte do consumidor ou por parte do integrador. Quer saber mais? Defina seu interesse:

Story referente ao post

Story resumo do post

Posts Similares

Estórias Solares