Energia solar residencial. A energia solar é uma das soluções energéticas mais procuradas hoje em dia em alternativa às hidrelétricas e termelétricas. As pessoas estão cada vez mais engajadas em causas ambientais, procurando formas de consumir sem causar tanto impacto à natureza, o que vale também quando o assunto é consumo de energia.

No caso da energia solar, há de se considerar também a possibilidade de economia na conta de luz, que é outro fator muito atrativo. 

Atualmente, é possível instalar um sistema solar fotovoltaico até mesmo na sua própria residência, de modo a conquistar maior independência energética. Quer saber como funciona? Confira no artigo a seguir!

Como produzir energia solar para casas?

Para gerar sua própria energia solar, é preciso investir na instalação de placas solares e sistemas de captação de energia fotovoltaica. Com esse equipamento, é possível que uma residência garanta relativa autonomia no que diz respeito à produção e abastecimento de energia elétrica. 

Energia solar residencial ajuda na tabela de classificação do imóvel
Casa com energia elétrica e sua tabela

A maior diferença entre esse tipo de projeto e os que são implementados no comércio ou na indústria está na potência da geração de energia. Cada projeto é desenvolvido levando em consideração as necessidades da edificação onde será instalado.

Como estabelecimentos comerciais e indústrias geralmente precisam de uma potência energética superior à de residências, é preciso que possuam um sistema capaz de captar e armazenar uma maior quantidade de energia solar. 

Para gerar energia solar residencial, painéis solares são instalados no telhado do imóvel para gerar energia elétrica mediante a presença dos raios solares.

A energia gerada é levada até um equipamento chamado de inversor solar, responsável por alterar a corrente elétrica de contínua para alternada para promover compatibilidade com a corrente da residência. Assim, fica pronta e disponível para utilização de lâmpadas, eletrodomésticos e qualquer outro equipamento que demanda energia elétrica.  

Antes de investir em energia solar para a sua casa, você precisa saber que há três tipos diferentes de sistemas residenciais. Confira mais detalhes no próximo tópico. 

Quais os tipos de energia solar residencial?

Optar pela instalação de um sistema de energia fotovoltaica em sua residência pode significar uma considerável economia nas contas de luz. Essa é uma das principais vantagens desse tipo de energia, fazendo com que o número de consumidores interessados em implementar a energia solar em casa cresça a cada ano.

Para fazer a melhor escolha de acordo com suas necessidades e expectativas, é preciso entender quais as opções disponíveis. São três tipos de sistemas residenciais entre os quais você pode escolher: on grid, off grid e híbrido. 

Os sistemas on grid são os mais comuns e conhecidos. Tem conexão direta com a rede elétrica, e por isso precisam ser instalados em localidades com cobertura da concessionária de energia.

Ao optar por esse modelo, qualquer excedente da energia produzida pelo seu sistema fotovoltaico será enviado à distribuidora, e você ganhará créditos energéticos para serem descontados de sua conta de luz.

O contrário também vale: se o seu sistema não gerar energia o suficiente para suprir as necessidades da residência, a rede elétrica complementa o que faltar. 

Porém, você ainda irá continuar pagando a conta de energia de sua casa.
Porém, você ainda irá continuar pagando a conta de energia de sua casa.

O sistema do tipo off grid não possui ligação com a rede elétrica, portanto trabalha de maneira autônoma. É usado principalmente em lugares mais remotos, sem a cobertura do sistema de energia elétrica das distribuidoras.

A energia excedente gerada pelos painéis fotovoltaicos é armazenada em baterias, de modo que o sistema possa garantir a alimentação mesmo em dias chuvosos, nublados ou durante a noite.

Já os sistemas híbridos são a combinação de duas formas de funcionamento: estão conectados à rede de energia, mas também são capazes de armazenar a produção excedente em baterias.

Dessa forma, agrega vantagens dos sistemas on grid e off grid em um só, oferecendo mais independência para o consumidor e possibilitando uma redução ainda maior da conta de luz, uma vez que a rede elétrica é usada menos vezes.

Agora você já tem melhores condições de avaliar as opções disponíveis e escolher a que melhor corresponda às suas necessidades. Mas se ainda tem dúvidas se vale a pena investir nesse tipo de projeto, leia o tópico a seguir. 

Vale a pena investir em energia solar para residência?

Essa é uma opção muito viável em função das diversas vantagens que oferece. Além da possibilidade de reduzir a conta de luz em até 95%, a energia solar residencial também contribui com a valorização do imóvel, e é uma excelente opção de energia limpa e renovável. 

Ao contrário do petróleo, por exemplo, que é um recurso que eventualmente irá se esgotar, a energia solar advém de uma fonte de energia constante e consistente, que é a luz do sol.

É um recurso totalmente renovável, que não polui a natureza nem causa impactos ambientais. Vale se preocupar com esse aspecto, pois o dióxido de carbono (gás liberado durante a queima de combustíveis fósseis, como o petróleo) é o principal responsável pelo aquecimento global.

As questões técnicas também acabam oferecendo vantagens. Os sistemas fotovoltaicos são fáceis de instalar, levando cerca de 1 ou 2 dias quando feito por uma equipe qualificada. Além disso, ocupam pouco espaço e demandam pouca manutenção.

Os painéis duram mais de 25 anos, e precisam apenas de limpezas anuais, que podem ser realizadas pelo próprio proprietário. 

Energia solar residencial é fundamental para valorização do imóvel
Casa com placa solar

No entanto, é preciso considerar que a implementação de um sistema solar fotovoltaico exige um alto investimento, ainda que tenha um retorno após alguns anos de uso. A economia nas contas de luz acaba abatendo o valor do investimento, mas ainda é preciso considerar a disponibilidade do valor inicial.  

Os preços para instalação de um sistema fotovoltaico podem variar bastante, entre 15 mil até 50 mil reais.

alguns fatores que influenciam no custo, como: a qualidade do painel solar e do inversor (quanto melhor a qualidade, provavelmente maior será o custo de aquisição); a altura da propriedade, devido ao risco envolvido na instalação; e o tipo de telha e/ou cobertura, por conta da dificuldade da instalação e do tipo de estrutura de fixação que será necessária para prender as placas solares no telhado.

Levando em conta a vida útil de um sistema fotovoltaico, o seu custo acaba valendo a pena. Não é à toa que essa é uma das alternativas energéticas que mais cresce no Brasil e no mundo.

Considerando todo o investimento de compra, instalação e a manutenção simples que demanda, a energia solar acaba saindo, a longo prazo, ainda mais barata do que a energia comprada da distribuidora de energia elétrica. 

Já se decidiu sobre o assunto de energia solar residencial? Tem algumas dúvidas que gostaria de resolver? Entre em contato conosco e vamos bater um papo para sanar todas as questões de vez.

Energia Solar em sua Casa com Solfácil

Nós temos uma linha de financiamento revolucionária que permite que você troque o custo da sua conta de luz por um ótimo investimento em sistema de energia solar.

É isso mesmo! Temos uma rede de parceiros instaladores em todos os estados do Brasil que executam o projeto de energia solar em sua residência e você paga em até 144 parcelas com juros acessíveis. Tão acessíveis que a prestação mensal fica até 30% inferior à economia de energia que você tem com o sistema.

Posts Similares

Estórias Solares