Assinatura de energia solar. Muito se fala sobre energia solar fotovoltaica enquanto solução para economia na conta de luz e geração de energia limpa. No entanto, os custos desse tipo de investimento ainda são pouco acessíveis. A instalação de um sistema residencial raramente sai por menos do que 15 mil reais.  

Como alternativa a isso, o setor solar está investindo em novas formas de geração e compartilhamento de energia, como através de uma assinatura. As empresas que trabalham com esse enfoque atendem residências, comércios e indústrias, com a proposta de promover economia e sustentabilidade. 

Confira no artigo a seguir mais detalhes sobre a assinatura de energia solar. 

Como funciona a assinatura de energia solar?

O modelo de assinatura de energia solar funciona por meio dos créditos obtidos por grandes fazendas solares. Os locais geradores de energia a vendem para distribuidoras e repassam parte dos créditos recebidos para os consumidores.

Conheça os benefícios da assinatura de energia solar
Conheça os benefícios da assinatura de energia solar

Como a energia solar é mais barata do que a energia hídrica, por exemplo, seus planos de assinatura acabam saindo mais em conta. 

A assinatura acontece a partir do momento em que o usuário aluga uma parte de uma fazenda ou empreendimento solar. Com isso, é contemplado com os benefícios da geração de energia diretamente na sua conta de luz. Uma das grandes vantagens em aderir a esse formato é que o consumidor não precisa realizar investimentos nem se preocupar com as manutenções.

As empresas que fornecem esse tipo de serviço investem inicialmente na construção de fazendas solares em locais com alta insolação, injetando a energia produzida diretamente na rede da distribuidora de energia.

Para isso, é preciso formar um consórcio ou cooperativa para compensar a energia gerada diretamente na conta de seu assinante, o que é feito pela distribuidora. A economia varia entre 5% a 22% nas faturas de luz.

O serviço é uma das formas de exploração da geração compartilhada, reconhecida na Resolução Normativa nº 687 de 2015 da Agência Nacional de Energia  Elétrica (ANEEL). Estima-se que o modelo de assinatura evita a emissão de milhares de toneladas de gases que causam o efeito estufa, além de promover uma economia de milhões de reais ao ano.

As vantagens de investir em energia solar

Um dos principais fatores que contribuem para a instalação de um sistema solar em um imóvel, ou a assinatura de energia solar, é a redução do valor da conta de luz. Investir nessa forma de geração de energia é uma maneira de garantir segurança e estabilidade quanto aos valores da sua conta.

Caso prefira implementar um sistema solar fotovoltaico em sua residência ou empresa, a economia pode chegar até 95% do valor total da conta de luz. 

Outro ponto positivo é que a energia solar não causa danos ao meio ambiente, já que não depende de grandes áreas de instalação (como é o caso de uma usina hidrelétrica, por exemplo), nem gera resíduos e poluição ambiental (como as termelétricas, que emitem grandes quantidades de dióxido de carbono na atmosfera).

Um sistema de energia solar pode durar décadas
Um sistema de energia solar pode durar décadas

O sistema de energia solar exige pouca manutenção, que é principalmente realizada para fins preventivos, como para limpar os painéis e evitar que acumulem poeira, resíduos e demais tipos de sujeira.

No entanto, essa é uma preocupação para quem prefere investir na instalação de um sistema próprio. Nos planos de assinatura de energia, o consumidor não precisa se preocupar com manutenções. 

Para quem opta por adquirir seu sistema individual, uma das maiores vantagens fica por conta da valorização do imóvel, seja residência, empresa, prédio, galpão, etc. Após a instalação, o imóvel tem valorização imediata, pois garante certa autonomia energética, atraindo assim mais compradores. 

Além disso, a vida útil de um sistema fotovoltaico é de em média 25 a 30 anos. Além de exigir uma manutenção mínima, o projeto possui alta durabilidade.

Quem investe nesse tipo de tecnologia raramente terá preocupações, pois sua estrutura suporta a luz do sol e chuvas, durante anos, sem que isso prejudique a geração de energia.

Sua instalação é rápida e ainda mais simples do que instalar um ar-condicionado central ou aquecedor solar (para aquecimento de água), por exemplo. No caso da assinatura de planos de energia solar, não existem obras, investimentos ou instalações. 

O Brasil tem se preocupado cada vez mais em promover incentivos para o uso da energia solar, que podem ser aplicados para a aquisição dos equipamentos, instalação ou até mesmo no uso de energia solar por assinatura.

Essas facilidades garantem o crescimento do setor no país, aumentando a capacidade instalada para geração de energia solar em todo o território brasileiro. Essa tecnologia se tornou um grande diferencial competitivo para pequenas, médias e grandes empresas, que já se beneficiam do uso da energia solar. 

Para mais informações sobre o cenário do setor solar no Brasil, prossiga para o próximo tópico. 

A energia fotovoltaica no Brasil 

A procura por projetos fotovoltaicos residenciais têm crescido exponencialmente nos últimos anos com o avanço da regulamentação do setor e a promoção de incentivos fiscais. Segundo dados divulgados pela Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar), a geração de energia solar própria já alcançou a marca de 6 gigawatts de potência no Brasil. 

A procura por energia solar vem crescendo cada vez mais
A procura por energia solar vem crescendo cada vez mais

Uma das principais motivações para explicar o aumento na procura por essa tecnologia é a crise hídrica atual, que gera o risco de racionamento de energia e a instabilidade no valor das contas de luz.

Ninguém gosta de ter surpresas com relação aos gastos mensais, não é mesmo?! A energia solar tem se mostrado uma alternativa interessante para evitar esse tipo de inconveniência. 

No atual cenário, o modelo de obtenção de energia solar através de planos de assinatura se mostra muito atrativo, pois é uma forma de democratizar o acesso a essa tecnologia. No entanto, ainda não está disponível em todos os estados brasileiros.

São Paulo, por exemplo, ainda não conta com esse tipo de fornecimento, mas como tudo que envolve energia solar, é de se imaginar que esse cenário mude em breve. 

Como a Solfácil pode lhe auxiliar

Desde 2018 a Solfácil já levou energia solar para mais de 26 mil projetos solares instalados em residências, empresas e áreas rurais. Ao integrar a solução de financiamento com parceiros estratégicos e know-how para projetos e homologações, criamos um ambiente favorável para implementação da energia solar, seja por parte do consumidor ou por parte do integrador. Quer saber mais? Defina seu interesse:

Story referente ao post

Posts Similares

Estórias Solares