Seja você um cliente interessado em tecnologia solar, um projetista, um revendedor ou instalador de painéis solares, é fundamental estar atento para detalhes a respeito da segurança do produto. Priorize a compra de módulos de qualidade, para que assim seja possível aproveitar os benefícios da energia solar com mais confiabilidade e segurança. 

Os selos e certificados viabilizam a venda de equipamentos para geração de energia solar fotovoltaica com muito mais segurança e eficiência. Como o segmento está crescendo cada vez mais, é importante estar atento para escolher produtos de alta qualidade. 

Confira no artigo a seguir as principais certificações que você deve procurar na hora de realizar a compra dos equipamentos para energia solar. 

O Selo do INMETRO em painéis de energia solar

É importante procurar pelo Selo do INMETRO na hora de realizar a sua compra de módulos solares, no entanto é importante saber que apenas essa certificação não assegura a qualidade do produto. 

O Inmetro é o controle de qualidade de produtos no Brasil.
O Inmetro é o controle de qualidade de produtos no Brasil.

O INMETRO é o Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial. Através dele, a produtividade das empresas nacionais é fortalecida ao adotar mecanismos para aprimorar a qualidade dos seus produtos e serviços.

Seu objetivo é realizar pesquisas, testes de verificação e fiscalização das normas técnicas e legais, visando o desenvolvimento da confiança pelos produtos que estão no mercado, mostrando que estão em conformidade com os padrões estabelecidos. 

Sua certificação para os painéis solares serve para garantir que exista uma empresa estabelecida no Brasil legalmente responsável pelo produto. Dessa forma, se o equipamento adquirido apresentar algum defeito, é possível contatar uma empresa presente em território nacional para resolver o problema.

Para serem legalmente comercializados no Brasil, todos os painéis solares precisam do selo do INMETRO. 

As informações sobre as avaliações que devem ser realizadas em equipamentos para energia fotovoltaica se encontram na Portaria nº 004, de 04 de janeiro de 2011. Além de dados sobre os módulos, também discorre sobre as características do controlador de carga, do inversor e da bateria.

A Portaria estabelece que os equipamentos solares devem passar por avaliação de conformidade de segurança, para que possam utilizar a Etiqueta Nacional de Conservação de Energia – ENCE. 

Essa Etiqueta apresenta informações importantes, como a eficiência energética e/ou o desempenho térmico desses produtos. Para consultar esse dado, atente para o que consta no Campo IV da etiqueta, que pode ser representado pelas letras A, B, C, D ou E.  

Apesar de os materiais para geração de energia solar precisarem obrigatoriamente do selo INMETRO para serem comercializados no Brasil, os testes realizados pelo Instituto não atendem totalmente aos padrões de segurança e qualidade necessários.

Ainda que o teste seja realizado por laboratórios competentes, os requisitos estabelecidos pelo INMETRO contemplam apenas um dos 18 testes internacionais necessários para garantir o desempenho e vida útil do painel solar. Contemplam apenas o Flash-test, que é feito com um simulador solar para medir a potência do painel solar. 

Continue a leitura para saber mais detalhes a respeito de todos os testes necessários para atestar a qualidade e segurança dos equipamentos fotovoltaicos. 

Testes da IEC 61215 em painéis de energia solar

A Comissão Eletrotécnica Internacional (International Electrotechnical Commission – IEC) é uma organização que busca a padronização mundial das tecnologias elétricas e eletrônicas. 

A Norma IEC 61215 inclui um total de 18 testes, que buscam avaliar se o produto atende aos requisitos considerados em todo o mundo como necessários para que o painel tenha durabilidade, desempenho e segurança para ser comercializado.

O selo do Inmetro contempla apenas 1 dos 18 testes exigidos mundialmente em equipamentos de energia solar
O selo do Inmetro contempla apenas 1 dos 18 testes exigidos mundialmente.

Os equipamentos aprovados nos testes dessa norma possuem maiores chances de terem um bom desempenho, e menos riscos de apresentarem problemas precoces. 

Os padrões estabelecidos pela comissão englobam várias tecnologias, incluindo as de geração de energia. É por meio da IEC 61215 que são descritos 18 ensaios e testes que qualificam os módulos fotovoltaicos. Veja brevemente sobre cada um deles a seguir. 

1 – Inspeção visual

Seu objetivo é detectar qualquer falha visual, verificando o módulo em uma área bem iluminada (1000 lux).

2 – Determinação da potência máxima (Pmax)

Esse é o único ensaio dentre os 18 aqui mencionados que é exigido pelo INMETRO. Trata-se de um parâmetro de desempenho repetido várias vezes, antes e depois dos testes exigidos pela IEC 61215. Pode ser realizado com um simulador solar (chamado de flasher) ou ao ar livre.

3 – Resistência de isolamento

Referente à segurança elétrica, esse teste tem o objetivo de determinar se o módulo fotovoltaico possui isolamento elétrico suficiente entre a sua parte interna e o quadro de alumínio (ou o mundo exterior).

4 – Teste molhado de fuga de corrente de painéis de energia solar

Também se trata de um teste de segurança elétrica, mas com o propósito de avaliar o isolamento da placa fotovoltaica contra a entrada de umidade quando é necessário que o equipamento funcione molhado (mediante chuva, neblina, neve derretida, orvalho), sem que apresente perigo de choque elétrico. 

5 – Medição dos coeficientes de temperatura

Visa analisar o desempenho através de coeficientes de temperatura, usados para simular rendimentos de energia dos painéis de energia solar em climas quentes. 

6 – Medição da Temperatura Nominal

Também se trata de um parâmetro de desempenho, utilizado pelo projetista como um guia para a temperatura na qual o módulo deve funcionar. Pode servir como um critério de comparação entre o desempenho de diferentes modelos de painéis fotovoltaicos. 

7 – Desempenho do painel solar na STC e NOCT

Essa análise visa determinar o funcionamento do painel solar em condições padrões de teste (STC) e temperatura de operação da célula solar (NOCT). 

8 – Desempenho do painel solar em baixa irradiância

Esse teste observa o comportamento do painel solar em condições de pouca luz, como em dias nublados, por exemplo. 

9 – Teste de exposição ao ar livre em painéis de energia solar

Consiste em um teste de irradiância, cujo objetivo é avaliar a capacidade do painel em suportar a exposição ao ar livre. 

10 – Teste de resistência de Hot-Spot

Esse é um teste térmico, que visa determinar a capacidade do painel solar para suportar o aquecimento localizado causado por rachaduras nas células, falhas de interconexão, sombreamento parcial ou sujeira.

11 – Teste de resistência UV

Esse é outro teste de irradiância, com o propósito de identificar materiais suscetíveis à degradação por raios ultravioleta (UV).

12 – Ensaio de ciclagem térmica

Essa análise simula tensões térmicas no interior dos materiais em consequência de mudanças abruptas de temperaturas extremas. 

13 – Teste de Umidade e Congelamento

Submete o painel a um ciclo de aquecimento e congelamento de 85°C a -40°C com 85% de umidade relativa.

14 – Teste Damp-heat

Tem a finalidade de determinar a vida útil do painel solar. Para isso, o equipamento deve suportar a exposição à umidade de 85% e à temperatura de 85°C durante 1000 horas.  

15 – Robustez de teste terminações

Esse é um teste mecânico, no qual o painel passa por uma situação de estresse mecânico para simular sua montagem e manipulação através de vários ciclos e níveis de resistência, flexão e torque.

16 – Teste de carga mecânica

Consiste em determinar a capacidade do painel solar em suportar o vento, neve, cargas estáticas, gelo e “pesos” em geral.

17 – Teste de resistência contra granizo

Verifica a resistência contra o granizo mediante um lançador capaz de impulsionar várias bolas de gelo de diferentes pesos e em variadas velocidades. 

18 – Ensaio térmico diodo bypass

Serve para determinar o comportamento térmico do painel solar sob condições de Hot-Spot, já que isso impacta diretamente no desempenho do equipamento após a instalação. 

Para concluir: por que essas certificações são tão importantes dentro da energia solar? 

Os testes da IEC são referência internacional, e garantem um desempenho de qualidade e menos chances de apresentar problemas. Além disso, são procedimentos que dão mais garantias aos produtos no que diz respeito à fabricação, instalação, eficiência energética e segurança elétrica. 

É importante para garantir a segurança do equipamento de energia solar
É importante para garantir a segurança do equipamento.

Sendo assim, procure sempre por equipamentos aprovados pela Norma IEC 61215 e pelo INMETRO, assim você tem a segurança de obter um produto de qualidade e confiança.

Muito mais que um banco, somos uma empresa parceira do integrador.

A Solfácil é uma plataforma tecnológica para financiamento de energia solar feita para você, integrador. Em nossa plataforma, você poderá controlar todos os seus projetos de financiamento e homologação em processos bem definidos.

Tudo 100% digital, para que você, parceiro integrador, consiga vender cada vez mais.

Sendo nosso parceiro, você terá acesso a uma solução financeira robusta que vai ajudar a viabilizar totalmente os seus projetos, pois seu cliente sempre terá uma opção de economia imediata com prazos de até 120 meses.

Posts Similares

Estórias Solares

Energia solar em kombis e motorhomes
Energia solar em kombis e motorhomes
Posso colocar energia solar em um imóvel alugado?
Posso colocar energia solar em um imóvel alugado?
Energia Solar por Assinatura
Energia Solar por Assinatura
Energia elétrica em indústria: como evitar o desperdício
Energia elétrica em indústria: como evitar o desperdício
Transferência de Créditos de Energia Solar
Transferência de Créditos de Energia Solar
Quanto gasta de luz um banho de 10 minutos?
Quanto gasta de luz um banho de 10 minutos?