A energia solar fotovoltaica é obtida quando a luz do sol é captada por placas solares (chamados de módulos fotovoltaicos) e transformada em energia elétrica através do efeito fotovoltaico. 

Como a geração desse tipo de energia depende do Sol, é comum surgirem dúvidas sobre a produção de energia durante o inverno. Confira a seguir se a estação do ano pode de fato interferir no desempenho dos sistemas fotovoltaicos.

É possível obter energia solar durante o inverno? 

Os efeitos do inverno não são tão impactantes na maioria das regiões do Brasil, graças ao fato de sermos um país tropical, com forte incidência dos raios solares durante todo o ano. É justamente esse aspecto que torna o Brasil um dos países com maior potencial para explorar a energia solar. 

Saiba se é possível gerar energia solar durante o inverno
Saiba se é possível gerar energia solar durante o inverno

Mesmo as temperaturas mais frias não interferem tanto no funcionamento dos sistemas fotovoltaicos e na geração de energia solar, já que esses sistemas dependem da luz do sol, e não do seu calor.

Sendo assim, é possível obter energia solar mesmo durante o inverno, pois sua eficiência pode ser apropriada também em épocas de baixa temperatura.  

Isso significa que o frio do inverno não influencia negativamente a geração de energia dos sistemas de energia solar. Ao contrário, o que se observa é que isso pode ser até mesmo benéfico para o desempenho dos painéis.

Assim como a maioria dos equipamentos eletrônicos, eles também funcionam de maneira mais eficiente em baixas temperaturas. Isso acontece porque a maioria dos painéis é feita de silício, o mesmo material que é usado para fabricar chips de computador, que também rodam melhor em ambientes mais gelados. 

Sendo assim, desde que haja luz não há porque se preocupar, pois o sistema fotovoltaico ainda irá funcionar de modo a converter os fótons captados nos raios solares em energia renovável.

O que acaba de fato causando algum impacto é a duração dos dias, que durante o inverno são mais curtos. A partir  disso, é possível concluir que durante o inverno talvez não seja possível produzir tanta energia quanto durante os longos dias de verão, que muitas vezes contam com sol a pino.

Também vale lembrar que a angulação do sol em relação à Terra também muda em cada época do ano. No inverno, por exemplo, a luz do sol pode chegar à superfície terrestre do hemisfério em questão de maneira mais amena.

A consequência disso pode ser um desempenho levemente inferior em função da menor captação da luz, mas ainda assim seu sistema não te deixará na mão. Todos esses fatores são devidamente analisados e compensados pela equipe técnica na hora do dimensionamento do sistema. 

Veja como fica o desempenho da energia solar durante o período do inverno
Veja como fica o desempenho da energia solar durante o período do inverno

A neve, que em alguns anos atinge de forma amena as regiões do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, também não apresenta um problema ao funcionamento dos sistemas fotovoltaicos.

Os painéis são fabricados com uma película antiaderente e fixados em uma angulação que não permita o acúmulo do gelo em cima dos módulos, não havendo risco que ele bloqueie a luz do sol.

O investimento em energia solar é uma boa alternativa, mesmo durante os meses de inverno. Até mesmo porque, como veremos a seguir, podem ajudar na economia da conta de luz. 

Economia no inverno

A energia elétrica gerada por um sistema fotovoltaico pode abastecer perfeitamente todos os equipamentos elétricos de uma casa, suprindo todo o seu consumo energético.

Como vimos anteriormente, os sistemas solares fotovoltaicos funcionam muito bem no inverno, e inclusive significam uma grande vantagem nessa época de baixas temperaturas. 

Nos dias frios, o chuveiro elétrico acaba se tornando um dos principais responsáveis pelo aumento nas contas de luz, pois consome altas cargas para aquecer a água fria que vem da rua. 

A partir disso, ter um sistema fotovoltaico em sua residência pode trazer grande economia, ao prover energia de forma limpa e renovável para o uso, inclusive, dos chuveiros elétricos, permitindo que o consumidor reduza em até 95% do valor da sua conta de luz. 

Impressionante, não é?! Essa economia é um dos principais fatores a favor da energia solar, possibilitando o retorno do investimento inicial após alguns anos de uso. 

Continue a leitura para saber mais sobre o cenário da energia solar em nosso país.

A energia solar no Brasil 

O setor de energia solar começou a crescer de fato no Brasil a partir de 2012, com a Resolução Normativa 482, responsável por criar regras da geração distribuída. Marco legal da energia solar em território brasileiro, essa resolução representa um grande avanço em prol da energia limpa no país.

Foi a partir dela que a geração desse tipo de energia limpa e renovável se tornou viável para os consumidores.

Entenda os dados da captação de energia no Brasil
Entenda os dados da captação de energia no Brasil

Atualmente, o mercado de energia solar corresponde a 2,4% de toda a matriz elétrica brasileira, o que equivale a mais de 4,5 Gigawatts (GW) de potência instalada, de acordo com a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar). 

A partir de 2014 começou a funcionar no Brasil o segmento de geração de energia centralizada, com o primeiro leilão de usinas de energia solar no país. Esse tipo de geração só passou a operar em 2017, dado o tempo para a construção das usinas. 

Na geração solar distribuída, os painéis solares são instalados na própria unidade consumidora, ou em pontos próximos a ela. Já na geração solar centralizada, as grandes usinas solares são as responsáveis pela produção da energia, que é enviada até os centros urbanos através de redes de transmissão, e entregue aos consumidores por meio das distribuidoras de energia. 

Todos esses avanços foram muito importantes para o setor de energia solar brasileiro, incentivando o aumento do público beneficiado por essa forma de geração de energia e ajudando a acelerar o crescimento do mercado no país.

Está pensando em investir em energia solar? Entre em contato conosco agora mesmo para tirar todas as suas dúvidas e tomar a decisão que pode revolucionar o gerenciamento da sua residência ou empresa.

Como a Solfácil pode lhe auxiliar

Desde 2018 a Solfácil já levou energia solar para mais de 26 mil projetos solares instalados em residências, empresas e áreas rurais. Ao integrar a solução de financiamento com parceiros estratégicos e know-how para projetos e homologações, criamos um ambiente favorável para implementação da energia solar, seja por parte do consumidor ou por parte do integrador. Quer saber mais? Defina seu interesse:

Posts Similares

Estórias Solares