As Normas Brasileiras (NBRs) são um conjunto de diretrizes técnicas cujo objetivo é padronizar processos para a elaboração de produtos e serviços no Brasil. A NBR 5410 é uma das mais importantes para quem trabalha na área de eletricidade.

Nessa norma, constam as orientações a respeito das condições adequadas para o funcionamento correto e seguro de instalações elétricas de baixa tensão, que tenham no máximo 1000 volts em tensão alternada, e 1500 volts em tensão contínua. 

Todo profissional que trabalha na área de eletricidade precisa seguir as NBRs referentes a ela, aprovadas pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). Essas normas são criadas a partir de estudos sobre o tema, estipulando requisitos mínimos de segurança, qualidade e desempenho de modo a normatizar as instalações e serviços. 

Preencha os dados abaixo que respondemos na próxima live e lhe avisaremos por email.

  Para saber mais detalhes a respeito da NBR 5410 e quando aplicá-la, confira o artigo a seguir. 

Para que serve a NBR 5410?

É fundamental ter uma regulamentação a respeito das instalações de baixa tensão, para que assim os profissionais evitem colocar sua saúde e vida em risco durante seu trabalho

A NBR 5410 serve para proteger e salvar vidas
A NBR 5410 serve para proteger e salvar vidas

Segundo a Associação Brasileira de Conscientização para os Perigos da Eletricidade (Abracopel), mais de 1.000 acidentes por incêndio, choque ou raio foram registrados no ano de 2017, resultando em cerca de 700 mortes.

Muitas dessas perdas poderiam ter sido evitadas com a instalação elétrica correta e segura. Boa parte dos acidentes ocorridos em instalações de baixa tensão são resultados da falta de qualificação do profissional responsável por cuidar da parte elétrica.  

Prevenir que situações como as mencionadas acima ocorram é um dos principais aspectos que explicam a importância da NBR 5410, que tem o objetivo de estabelecer condições adequadas para as instalações elétricas de baixa tensão.

A implementação dessa norma é importante para assegurar que acidentes não ocorram durante ou após a instalação desses sistemas. Suas orientações visam a garantia do bom funcionamento das instalações, a segurança dos envolvidos e a conservação dos bens materiais do local. 

Sendo assim, a NBR 5410 é um importante guia profissional para quem trabalha com eletricidade, orientando os trabalhadores da área sobre o que deve ou não ser feito para assegurar a segurança de todos.

O uso aplicado dessa norma é mais comum em instalações públicas, prediais e comerciais. Confira mais detalhes a respeito das aplicações da NBR 5410 no próximo tópico

Onde a NBR 5410 deve ser aplicada?

A ABNT publicou, em 2004, o guia de “Instalações Elétricas de Baixa Tensão”, que divide a NBR 5410 em 9 capítulos. 

Quanto às situações que devem seguir a norma, podemos citar: instalações temporárias, instalações novas ou já existentes que estejam em reforma, áreas de edificações externas que estejam descobertas e linhas elétricas de sinal que sejam fixas (com exceção dos circuitos internos elétricos de equipamentos).

Onde a NBR 5410 deve ser aplicada?
Onde a NBR 5410 deve ser aplicada?

Instalações da marinha, acampamentos e instalações análogas também estão inclusas, bem como circuitos elétricos alimentados em tensão nominal igual ou inferior a 1000 volts em uma corrente alternada, frequência inferior a 400 Hz ou a 1500 volts em uma corrente contínua.

Além disso, a NBR 5410 também pode ser utilizada em circuitos elétricos fora de equipamentos funcionando sob tensão superior a 1000 volts, que são alimentados por uma instalação que seja igual ou inferior a 1000 volts em uma corrente alternada. 

Para citar apenas alguns dos tópicos de maior importância abordados no guia, podemos mencionar: 

  • Proteção contra sobretensões
  • Influências externas na instalação elétrica
  • Proteção contra choques com o uso de isolamentos e dispositivos DR
  • Dimensionamento e condutores condicionados à harmônica
  • Circuito de motores
  • Uso de disjuntores como sistemas de proteção
  • Dimensionamento de eletrocalhas, condutores e eletrodutos
  • Quadros de iluminação, distribuição e tomadas
  • Equipotencialização e compatibilidades eletromagnéticas

Esses são apenas uma pequena quantidade dos temas tratados em todo o material, que é bastante completo e composto por mais de 200 páginas. 

Confira no próximo item dicas para seguir essa norma.

Como seguir a NBR 5410?

A norma em questão, regulamentada pela ABNT, indica as condições adequadas para garantir a segurança e o funcionamento de instalações de baixa tensão. Tendo-a como base, os profissionais da área sabem exatamente o que deve ou não ser feito. 

O não cumprimento da norma pode levar a riscos graves, com a possibilidade de mau funcionamento ou sobrecarga dos sistemas, e até mesmo a ocorrência de incêndios. Ninguém deseja ser responsável por isso, não é mesmo?! Por isso seguir as orientações da NBR 5410 é tão importante. 

Para facilitar o trabalho nas instalações elétricas, o guia sugere a condução da atividade em quatro etapas, sendo elas:

1) fazer a separação dos circuitos;

2) conceder a potência mínima de iluminação;

3) conceder a potência mínima e o dimensionamento de tomadas; e, por fim,

4) usar o tipo correto de aterramento.

Para saber mais sobre cada uma delas, é só continuar a leitura. 

1) Faça a separação dos circuitos

Muitos dos atuais circuitos de iluminação são combinados com os circuitos de tomadas, o que contraria as indicações presentes na NBR 5410.

Essa configuração é um dos principais e mais comuns problemas enfrentados pelos profissionais da área elétrica. Por isso, é importante realizar a separação apropriada dos circuitos de iluminação, tomadas e tomadas específicas. 

2) Conceda a potência mínima de iluminação

A NBR 5410 diz que qualquer ambiente com área menor ou igual a 6m² precisa de uma carga mínima de 100VA. Lugares que possuem áreas superiores a isso, o valor mínimo precisa ser de 100VA para o 6m² e mais 60VA a cada quatro metros quadrados inteiros a mais no local.

Além disso, toda e qualquer dependência deve ter, pelo menos, um ponto de luz, que precisa ser fixo no texto e possa ser acionado por meio de um interruptor na parede. 

3) Conceda a potência mínima e o dimensionamento de tomadas

Segundo a norma, é necessário incluir uma tomada a cada 5 metros, regra essa que pode ser alterada de acordo com as condições e necessidades de cada local. Assim, também é possível dispor de um número maior de tomadas para atender o consumo. 

Todo cuidado é pouco quando se trata da família da gente.
Todo cuidado é pouco quando se trata da família da gente.

Também é preciso considerar as tomadas diferentes das comuns (como as que são usadas na instalação de aparelhos de ar condicionado, por exemplo), chamadas de tomadas de uso específico – TUE. Essas tomadas precisam ser adequadas ao tipo de equipamento, assim evitando o risco de sobrecarga. 

4) Use o tipo adequado de aterramento

Para encerrar, a NBR 5410 também indica que todo projeto elétrico tenha um condutor-terra instalado em cada um dos circuitos elétricos. É recomendado o uso dos aterramentos TT, TN-S ou TN-C. A mesma regra vale no caso de circuitos de iluminação. 

Essa norma é fundamental para coordenar e normatizar o trabalho de profissionais que trabalham na área elétrica, e por isso é composta por uma série de diretrizes importantes a serem seguidas em seu dia a dia de trabalho. 

Ficou com alguma dúvida a respeito da NBR 5410 e como aplicá-la? Deixe sua pergunta nos comentários abaixo para podermos te ajudar.

Melhor parceira do Integrador

Muito mais que um banco, somos uma empresa parceira e oferecemos um ecossistema completo de soluções para o integrador de energia solar.

A Solfácil é uma plataforma tecnológica para financiamento de energia solar feita para você, integrador. Em nossa plataforma, você poderá controlar todos os seus projetos de financiamento e homologação em processos bem definidos.

Tudo 100% digital, para que você, parceiro integrador, consiga vender cada vez mais.

Sendo nosso parceiro, você terá acesso a uma solução financeira robusta que vai ajudar a viabilizar totalmente os seus projetos, pois seu cliente sempre terá uma opção de economia imediata com prazos de até 120 meses.

Veja um story resumido do texto!

Posts Similares

Estórias Solares