A energia solar nas indústrias se difere da geração para outros tipos de estabelecimento principalmente pela proporção, já que o sistema fotovoltaico industrial geralmente é maior e mais complexo para atender a demanda de energia

Assim como para os demais consumidores, o setor industrial também usufrui dos créditos de energia, que são uma das principais vantagens a respeito da energia solar.

Confira a seguir algumas características particulares da geração de energia solar nas indústrias, e como funciona o sistema de créditos de geração de energia. Boa leitura! 

Preencha os dados abaixo que respondemos na próxima live e lhe avisaremos por email.

Como é a geração de energia solar nas indústrias?  

A instalação de um sistema fotovoltaico demanda disponibilidade de espaço para acomodação dos painéis solares. Esse definitivamente não é um problema para fábricas e indústrias em geral, que normalmente dispõem de espaços extensos e amplas coberturas para instalação dos módulos, que podem ser colocados em telhados ou estacionamentos. 

Energia solar industrial
Energia solar industrial

Para definir o local mais apropriado, é preciso verificar alguns aspectos, como espaço, sombreamento, orientação e inclinação do telhado e tipo de cobertura. Também é fundamental averiguar o consumo mensal médio da unidade em questão, de modo que o projeto fotovoltaico seja desenvolvido para atender a essa demanda. 

Um sistema de energia fotovoltaica industrial precisa dos mesmos componentes que qualquer outro, ou seja: placas solares, inversor, string box, baterias (no caso de sistemas off-grid), cabos e conectores.

Os painéis solares captam a radiação solar, a transformam em eletricidade de corrente contínua e em seguida o inverso a converte em corrente alternada, adequada ao uso para os equipamentos industriais. 

Opte por equipamentos de alta qualidade, adequados às necessidades da sua empresa. Antes de tomar qualquer decisão, é indicado conversar com especialistas da área antes de escolher o sistema ideal para o seu negócio.

Para assegurar que o investimento atenda às expectativas e tenha retornos, é fundamental contar com uma empresa especializada na área. Busque por companhias que priorizem a transparência durante todo o processo de implementação, e que estejam dispostas a explicar como funciona a instalação e manutenção da energia solar. 

Um dos aspectos fundamentais da energia solar on-grid é o Sistema de Compensação de Energia Elétrica da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), que contribui para a redução de gastos com eletricidade. Continue a leitura para compreender como funciona. 

Como funciona o sistema de compensação e geração de créditos? 

Esse sistema foi regulamentado pela ANEEL em 2012 através da Resolução Normativa nº 482, e tem como princípio a conexão da rede de energia elétrica e o sistema de energia fotovoltaico instalado em uma residência, estabelecimento comercial ou indústria.

O Sistema de Compensação (também conhecido como “lei do incentivo a energia solar” ou “créditos de energia”) possibilita que a energia solar produzida para uso industrial não consumida seja injetada no sistema da distribuidora de energia local e convertida em créditos.

Isso gera créditos que são descontados na conta de energia, podendo diminuir consideravelmente o valor total. 

Como funciona o sistema de compensação e geração de créditos? 

Tais valores podem variar de acordo com alguns aspectos, como posto e horário e demanda contratada. 

Caso sua indústria tenha um alto consumo de energia elétrica, o consumo deverá ser cobrado de acordo com a “tarifa de pico”. Isso significa que os créditos compensados serão computados de acordo com a quantidade de energia solar gerada pela empresa fora do horário dessa tarifa. 

Além disso, para garantir os créditos de energia solar, o sistema fotovoltaico instalado não pode ter uma potência maior do que a demanda contratada. Supondo, por exemplo, que há a demanda de 900 kW, a potência da usina não poderá ser maior que esse número.  

Outro ponto importante é que os créditos gerados têm validade. Após a sua atribuição, a empresa tem o prazo de 60 meses para utilizar o Sistema de Compensação.

Os créditos podem ser utilizados em outras unidades da organização ou no mesmo lugar, posteriormente, quando o sistema não for capaz de produzir energia suficiente (como nos dias de chuva, por exemplo). 

Continue a leitura para saber sobre outras vantagens que a energia solar pode oferecer para a sua indústria. 

Outras vantagens da geração de energia solar nas indústrias

O Brasil conta desde 2015 com o Programa de Desenvolvimento da Geração Distribuída de Energia Elétrica (ProGD). Trata-se de uma iniciativa do governo federal para estimular e ampliar a exploração da geração distribuída com fontes renováveis por parte de diversos consumidores, entre eles o setor industrial. 

Em decorrência disso, o Conselho Nacional de Política Fazendária (CONFAZ) instituiu o Convênio ICMS 16 de 2015, que autoriza os estados brasileiros a concederem isenção do ICMS, PIS e COFINS para obtenção de sistemas fotovoltaicos. 

No caso do ICMS, a isenção já foi aprovada em quase todos os estados brasileiros. Algumas localidades oferecem a isenção “parcial”. Já para o PIS e COFINS, há isenção da energia solar injetada na rede de acordo com a Lei Nº 13.169 de outubro de 2015. 

Além dos incentivos já citados, há também o IPTU Verde, implementado por alguns municípios.

Consiste no desconto no valor do IPTU de contribuintes com ações voltadas para a sustentabilidade em diversas frentes, como o tratamento de resíduos, aproveitamento de materiais recicláveis e geração de eletricidade por meio de fontes renováveis, como é o caso da energia solar 

A energia solar é uma energia renovável e limpa!
A energia solar é uma energia renovável e limpa!

Além das vantagens a respeito dos incentivos fiscais, a energia solar é também uma  tecnologia com durabilidade a perder de vista. Investir em energia solar industrial é uma forma de adquirir equipamentos altamente duráveis e com baixa manutenção, com a chance de potencializar a sua produção.

A durabilidade das placas é garantida com potência máxima em 80% em 25 anos. Por meio da boa preservação e manutenção, o equipamento pode ser utilizado por ainda mais tempo.

Os painéis solares que compõem os sistemas são altamente resistentes às chuvas, ventos e demais intempéries, mas como estão expostas ao ambiente, precisam de limpezas regularmente.

Essa manutenção é simples e pode ser realizada a cada seis meses ou um ano, apenas para prevenir problemas que possam comprometer o desempenho do sistema, aumentando a sua vida útil.  

Para finalizar, uma das maiores vantagens da energia solar e que não poderia deixar de ser mencionada aqui é a questão da sustentabilidade. Obtida através dos raios solares, trata-se de uma forma sustentável e renovável de geração de energia.

Iniciativas como essa se fazem urgentes nos dias de hoje, tendo em vista as mudanças climáticas resultantes do aquecimento global.

Se havia alguma dúvida dos benefícios que a exploração da energia solar pode proporcionar às indústrias, podemos afirmar agora que isso já é passado. São inquestionáveis as vantagens que essa solução oferece, independente do tipo de consumidor.

Ainda não está seguro se vale à pena fazer esse investimento no seu negócio? Entre em contato conosco e saiba mais a respeito.

Como a Solfácil pode lhe auxiliar

Desde 2018 a Solfácil já levou energia solar para mais de 26 mil projetos solares instalados em residências, empresas e áreas rurais. Ao integrar a solução de financiamento com parceiros estratégicos e know-how para projetos e homologações, criamos um ambiente favorável para implementação da energia solar, seja por parte do consumidor ou por parte do integrador. Quer saber mais? Defina seu interesse:

Posts Similares

Estórias Solares