Profissionais do ramo de energia solar sabem que é comum surgirem diversos questionamentos durante a negociação de um sistema fotovoltaico, inclusive sobre os custos envolvidos. 

O orçamento de energia solar envolve o valor dos equipamentos e a mão de obra necessária para a sua instalação. Possuir uma estimativa pré-estabelecida dos custos pode ser um diferencial competitivo no setor de energia solar, como uma forma de demonstrar domínio sobre o assunto e confiança no trabalho realizado. 

Fazer um orçamento com agilidade e segundo o imediatismo que o mercado exige é muito importante. Com isso em mente, separamos algumas dicas importantes para que o seu negócio seja capaz de avaliar cada caso com rapidez e eficiência. Confira a seguir. 

O que é preciso para fazer um orçamento de energia solar?

Para fazer um orçamento de energia solar, é preciso mensurar, de maneira rápida e sucinta, os custos para um potencial cliente. O primeiro passo para otimizar seu trabalho é recolher as informações certas, como: 


Confira a Live de MKT Digital para o Integrador


  • Contas de luz dos últimos meses;
  • Localização da residência;
  • Quantidade de moradores;
  • Quantia estimada de aparelhos utilizados diariamente

Para orçar o valor de um projeto fotovoltaico, é preciso fazer alguns cálculos para o dimensionamento. Por meio desse processo, será possível descobrir a demanda de energia, a quantidade de placas solares necessárias para atender as necessidades do cliente em questão e, por fim, o custo estimado do projeto.

O que é preciso para fazer um orçamento de energia solar?
O que é preciso para fazer um orçamento de energia solar?

O valor de um projeto deve incluir: os custos dos equipamentos e demais componentes; os gastos com a instalação (abrangendo insumos e mão de obra); o custo de oportunidade (considerando que os produtos e serviços recém-lançados no mercado possuem preços mais elevados). Além disso tudo, o orçamento também deve envolver os custos relacionados à produção e à obra, abarcando toda a engenharia do projeto fotovoltaico. 

Agora que você já sabe as informações necessárias para realizar o orçamento, confira a seguir como realizá-lo.  

Como fazer um orçamento?

Como um sistema fotovoltaico é um investimento a longo prazo, a decisão a seu respeito depende de diversos fatores, como o custo-benefício e a rentabilidade final do projeto.

Por isso é tão importante que você saiba como fazer um orçamento de qualidade, levando os pontos relevantes em consideração e fornecendo informações convincentes para que o cliente faça a melhor escolha. 

O propósito é calcular os custos e entregar um orçamento o mais próximo possível do valor real que será cobrado pelo projeto fotovoltaico. Além disso, também é importante saber explicar o valor do serviço de maneira acessível ao potencial comprador. 

Como fazer um orçamento?
Como fazer um orçamento?

A qualidade e a potência dos inversores que farão parte do sistema fotovoltaico é um dos principais pontos a serem considerados no orçamento. Esses equipamentos estão diretamente atrelados aos painéis solares, por isso é importante calcular essa variável de acordo com cada caso. 

É possível realizar um sobredimensionamento, quando a potência do inversor é menor que a do sistema fotovoltaico. Nesse caso, se a demanda energética do cliente aumentar por algum motivo depois que o sistema estiver instalado, há a possibilidade de expandir o sistema. Isso é feito com a substituição do inversor por um de maior potência. 

A quantidade dos painéis solares é também um aspecto que interfere diretamente no orçamento da energia solar. É preciso considerar a energia necessária, a capacidade de geração do sistema e a incidência solar no local onde será realizada a instalação. Um dimensionamento adequado envolve um planejamento assertivo, com a apresentação de informações coerentes ao cliente. 

Um projeto fotovoltaico tem início a partir da definição da quantidade de energia que precisa ser produzida. Em seguida, é feito um cálculo referente à produção de energia desejada e, por fim, todo o processo de instalação do sistema pelo integrador solar e sua equipe. 

Também é preciso contabilizar o tempo gasto para fazer o projeto e seu dimensionamento, as adequações segundo as normas técnicas da ABNT, a documentação necessária e a homologação perante à concessionária de energia.

Todas essas etapas são fundamentais e impactam nos custos finais, já que desenvolver um projeto de energia fotovoltaica exige qualificação e experiência, evitando assim, eventuais problemas.

Sendo assim, o custo da mão de obra também deve estar incluso no orçamento. O salário do técnico instalador pode ser definido por diversas variantes, já que o valor final depende do seu nível de conhecimento, certificações e experiências.

O salário fixo pode variar entre $ 1,5 mil e R$ 3 mil, mas o setor de energia solar costuma trabalhar com comissionamento, levando a ganhos superiores aos valores mencionados.

Instalação de energia solar
Instalação de energia solar

Todo projeto de energia solar precisa passar por etapas como o conhecimento da demanda, inspeção técnica, dimensionamento, aprovação e instalação. Para que seu orçamento seja realista, tenha em mãos os seus custos fixos e variáveis, embutindo tudo no valor final do projeto fotovoltaico.

Especificar os valores e definir as condições do serviço antes que o negócio seja de fato fechado é muito importante. Essa é uma forma de garantir que tanto a equipe técnica quanto o consumidor ficarão satisfeitos com o resultado final em função do valor estabelecido

Falando em consumidor, você sabe como encontrar clientes interessados em soluções de energia solar? Dê uma espiada no próximo tópico e confira algumas dicas. 

Como obter clientes para energia solar? 

Por ser um setor relativamente novo no Brasil, o ramo de energia solar pode apresentar alguns desafios para seus profissionais, como conseguir novos clientes. Considere colocar as estratégias a seguir em prática e verá como essa tarefa pode ficar mais simples. 

Como obter clientes para energia solar? 
Como obter clientes para energia solar? 

Certifique-se de que a comunicação utilizada pela sua empresa vá ao encontro do que o seu cliente procura. Assim, há mais chances de estabelecer uma conexão real, potencializando as chances de venda. Isso faz com que seu negócio tenha um propósito bem definido e consiga de fato entregar algo de valor aos interessados por energia solar. 

Considere, também, que a tecnologia envolvida nos componentes de um sistema fotovoltaico evolui o tempo todo, e o mercado está em constante renovação. O resultado disso é que sempre há novas possibilidades a serem exploradas e implementadas, visando um melhor resultado. Fique atento às novas tecnologias para garantir uma boa vantagem competitiva.

Também é importante que a sua empresa tenha presença digital e ofereça conteúdo de qualidade em suas plataformas. Grande parte dos consumidores busca na internet uma solução para os seus problemas, por isso é preciso saber atrair quem procura por soluções em energia solar.

Esse é o caminho para se posicionar como referência no segmento, mostrando a eficiência e o profissionalismo do seu trabalho.

Gostou das nossas dicas? Colocando elas em prática você agrega mais valor a sua marca. Isso vai muito além do serviço, incluindo também a experiência do cliente e a relação de confiança desenvolvida durante o processo de compra. 

Como a Solfácil pode lhe auxiliaR

Desde 2018 a Solfácil já levou energia solar para mais de 26 mil projetos solares instalados em residências, empresas e áreas rurais. Ao integrar a solução de financiamento com parceiros estratégicos e know-how para projetos e homologações, criamos um ambiente favorável para implementação da energia solar, seja por parte do consumidor ou por parte do integrador. Quer saber mais? Defina seu interesse:

Posts Similares

Estórias Solares