Quando se fala em energia solar, é comum pensar em seu uso convencional, com painéis solares instalados nos telhados residenciais. No entanto, há diversas aplicações mais inovadoras mundo afora, com projetos audaciosos, que vão te deixar de boca aberta. 

Confira a seguir 10 projetos incríveis feitos com painéis solares. 

1 – Rodovia solar de Tourouvre, na França

A primeira estrada do mundo totalmente dependente da energia do sol foi desenvolvida para gerar energia para iluminação pública de uma pequena cidade francesa. A rodovia, inaugurada em 2016, é pavimentada com painéis solares e fornece energia para a cidade de Tourouvre, com 5 mil habitantes.

Rodovia solar de Tourouvre, na França
Rodovia solar de Tourouvre, na França.

O trecho de um quilômetro é coberto por 2,8 metros quadrados de painéis revestidos de resina e ligado à rede de energia elétrica local. Na época, a ideia da ministra francesa do meio ambiente era de implementar, nos anos seguintes, o projeto em outras cidades do país.


Confira a Live de MKT Digital para o Integrador


Atualmente, as rodovias solares já são uma realidade em outros países, como Holanda, Alemanha, China e Estados Unidos.

2 – Edifício Solar Powered Office Complex, na China

Localizado na cidade de Dezhou, na China, esse edifício foi construído em formato de leque, com design que lembra a figura de um relógio. Esse é o maior edifício comercial do mundo a ser alimentado por energia solar. 

Edifício Solar Powered Office Complex, na China
Edifício Solar Powered Office Complex, na China.

Com 75 mil metros quadrados de área, a obra abriga um hotel, centros de exposição, laboratórios de pesquisa e desenvolvimento científicos, e espaçosas salas para reunião e treinamento.

A cobertura de painéis solares ocupa um espaço de 5 mil metros quadrados, satisfazendo 95% das necessidades energéticas do edifício. 

3 – Estádio de Kaohsiung, em Taiwan

Com arquitetura futurista, o estádio da cidade de Kaohsiung é o primeiro do mundo a ser movido totalmente por energia solar. Sua cobertura é recoberta por 8.844 placas solares, fornecendo energia para abastecer as mais de 3 mil lâmpadas que iluminam o estádio e os dois telões gigantes onde são transmitidos os jogos

Estádio de Kaohsiung, em Taiwan
Estádio de Kaohsiung, em Taiwan

O projeto ajuda a evitar a emissão de 660 toneladas de CO2 na atmosfera anualmente. Foi construído para os Jogos Mundiais de 2009 e tem capacidade para 55 mil pessoas.

4 – Estrutura Sanyo Solar Arc, no Japão

Essa estrutura em formato de arco abriga, desde 2002, o Museu da Energia Solar, e foi construída para servir de showcase das células solares da Sanyo. Atualmente, também abriga o centro de pesquisa em tecnologia solar da marca. 

Estrutura Sanyo Solar Arc, no Japão
Estrutura Sanyo Solar Arc, no Japão.

Com 315 metros de largura e 37 metros de altura, fica localizada na Província de Gifu, no centro do Japão. A construção possui mais de 5 mil painéis solares e produz mais de 500 mil kWh de energia por ano. Sua fachada é coberta por lâmpadas leds, que se iluminam à noite. 

5 – Pista Pocono Raceway, nos Estados Unidos

Além de estradas rodoviárias, há também pistas de corrida que são abastecidas por energia solar. É o caso da Pocono Raceway, uma pista de NASCAR que é a maior instalação esportiva para corrida abastecida por energia solar do mundo.

Pista Pocono Raceway, nos Estados Unidos
Pista Pocono Raceway, nos Estados Unidos.

Localizada no estado da Pensilvânia, a pista possui sua própria usina para captação de luz solar por painéis fotovoltaicos. Além de gerar energia suficiente para a instalação desportiva, o sistema (que  tem capacidade instalada de 3MW) abastece cerca de mil casas nos arredores. 

6 – Praça Osvaldo Aranha, no Brasil

Em Campinas, cidade paulista, há um projeto realizado com mini placas solares atuando desde 2017, quando a praça Osvaldo Aranha foi reformada. Na ocasião, a prefeitura passou a explorar a energia do sol e assim gerar energia elétrica para a iluminação pública do local, promovendo mais segurança à população do Jardim Chapadão.

Praça Osvaldo Aranha, no Brasil
Praça Osvaldo Aranha, no Brasil

Cada um dos 114 postes com lâmpadas LED instalados no terreno é equipado com uma mini placa solar. A energia gerada durante o dia é enviada para um dispositivo de armazenamento através de cabos subterrâneos. O projeto possui um timer para o acionamento e desligamento das luzes no momento adequado. 

  A ideia foi um enorme sucesso, garantindo benefícios tanto para os moradores do bairro quanto para a própria prefeitura, que deixou de ter gastos com a eletricidade da praça, já que agora ela é totalmente abastecida com energia solar. 

7 – Energia solar nas praias de Maceió, no Brasil

Outro grande destaque em terras brasileiras da exploração da energia solar se deu em 2018 na cidade de Maceió, estado de Alagoas. 

Um grupo de estudantes do curso de eletrônica do Instituto Federal de Alagoas usou mini placas solares para desenvolver um projeto pioneiro nas praias brasileiras, acoplando os itens nos guarda-sóis. Assim, os equipamentos passaram a gerar energia para alimentar telefones, tablets e demais equipamentos portáteis

Energia solar nas praias de Maceió, no Brasil
Energia solar nas praias de Maceió, no Brasil.

Como a incidência solar nessa região é abundante, as placas têm rendimento máximo durante o dia, gerando energia para manter celulares e caixas de som portáteis carregados através de cabos USB disponíveis para quem precisa. 

O projeto teve um sucesso enorme, por isso há estudos analisando a possibilidade de ampliá-lo, de modo a contemplar as demais praias do estado. 

8 – Usina Gemasolar, na Espanha

Uma das limitações a respeito da energia fotovoltaica é sua dependência da luz solar para produzir eletricidade. Em busca de uma forma de driblar essa questão, foi desenvolvida a primeira usina de energia solar concentrada (ESC) em escala comercial do mundo, localizada em Sevilha, na Espanha. 

Usina Gemasolar, na Espanha
Usina Gemasolar, na Espanha.

A Gemasolar faz uso de uma tecnologia inovadora, que faz uso de sal fundido para estocar calor e assim operar 24 horas por dia. Assim, gera energia também durante a noite e em dias nublados, sem depender totalmente da luz do sol. A usina possui capacidade instalada de 19,9 megawatts, e fornece energia para 25 mil lares na região de Andaluzia. 

9 – O vilarejo Sonnenschiff, na Alemanha

Localizado na cidade alemã de Freiburg, o vilarejo Sonnenschiff é composto por 52 edificações residenciais e comerciais e se tornou uma referência mundial na geração de energia solar e impacto ambiental mínimo.

Isso porque fica em uma das regiões mais ensolaradas do país e produz quatro vezes mais energia do que consome. Sendo assim, não apenas é autossuficiente energeticamente, como gera um excedente de energia. 

O vilarejo Sonnenschiff, na Alemanha
O vilarejo Sonnenschiff, na Alemanha

Seu projeto de energia solar utiliza painéis fotovoltaicos posicionados estrategicamente para aproveitar ao máximo a incidência dos raios de sol. As casas ecológicas do vilarejo foram planejadas com amplas aberturas para aproveitar a luz natural, e também contam com tecnologia para economizar água.

Por meio de um sistema de captação instalado no telhado, a água da chuva é utilizada na irrigação de jardins e nas descargas de vasos sanitários, diminuindo ainda mais o impacto no ambiente.

10 – Ponte Blackfriars, na Inglaterra

A estrutura localizada sobre o rio Tâmisa foi construída em 1886, ainda na época dos trens a vapor, e recentemente passou por uma reformulação que a tornou a maior ponte solar do mundo. 

Ponte Blackfriars, na Inglaterra
Ponte Blackfriars, na Inglaterra.

Os 4 mil painéis solares implementados na ponte tem capacidade de gerar 900 mil kWh por ano e ocupam uma área de aproximadamente 6 mil metros quadrados. Metade da energia necessária para a movimentação dos trens será suprida pela geração alternativa, o que vai evitar a emissão de 511 toneladas de CO2 na atmosfera.

Como a Solfácil pode lhe auxiliaR

Desde 2018 a Solfácil já levou energia solar para mais de 26 mil projetos solares instalados em residências, empresas e áreas rurais. Ao integrar a solução de financiamento com parceiros estratégicos e know-how para projetos e homologações, criamos um ambiente favorável para implementação da energia solar, seja por parte do consumidor ou por parte do integrador. Quer saber mais? Defina seu interesse:

Confira aqui o story do post!

Posts Similares

Estórias Solares