Saber economizar na conta de luz é algo que sempre preocupa na hora de fechar o orçamento das famílias brasileiras, sobretudo nos últimos anos, com a alteração das bandeiras tarifárias.

Para isso, é preciso estar atento aos equipamentos que mais consomem energia elétrica, como é o caso do chuveiro. Quer saber mais sobre o assunto? No post a seguir, confira porque o chuveiro elétrico é o aparelho que mais consome energia e algumas dicas para economizar nas contas de luz. 

Porque o chuveiro consome tanta energia?

Quando falamos sobre consumo de eletricidade residencial, o chuveiro elétrico é o aparelho que mais preocupa, pois é o que possui maior potência. Por conta disso, pode ser o responsável pelo aumento médio de até 25% nas faturas.

O chuveiro eletrico pode ser o responsável por uma boa parte da conta de energia
O chuveiro eletrico pode ser o responsável por uma boa parte da conta de energia

Dependendo do modelo e do tempo de utilização, o chuveiro elétrico pode ultrapassar até mesmo o consumo de energia de um equipamento de ar-condicionado. 


Confira a Live de MKT Digital para o Integrador


Com essas informações, não é de se admirar que o chuveiro elétrico seja considerado o vilão da conta de luz. Vale lembrar que ele é usado todos os dias (em muitos casos, mais de uma vez), e por todos os integrantes da casa. 

A preocupação com o consumo de energia deste equipamento é ainda maior durante o inverno, já que os banhos são geralmente mais quentes. Isso pode levar a aumentos de até 30% na conta de luz, pois o banho com água em altas temperaturas faz com que o chuveiro precise regular a passagem da corrente elétrica, gastando ainda mais energia para esquentar a água. 

Por isso, se você tem o costume de tomar banhos longos e/ou muito quentes, é bom ficar ligado, pois, eles estão comumente relacionados ao elevado consumo de energia elétrica.

Para economizar na fatura, pode ser interessante reavaliar hábitos como esses, que acabam interferindo diretamente no consumo mensal. 

Confira a seguir algumas dicas fundamentais para economizar. 

Como economizar energia no consumo do chuveiro? 

A boa notícia é que há diversas formas de controlar o consumo do chuveiro elétrico para economizar energia e diminuir os impactos na conta de luz. Escolher um aparelho de boa qualidade é um bom ponto de partida, mas não para por aí. 

O melhor modo de economizar no consumo do chuveiro é diminuir o seu tempo no banho. Ao ensaboar o corpo ou lavar o cabelo, lembre-se de fechar a torneira, assim evita o desperdício de água também.  

Lembre-se de desligar o chuveiro para se ensaboar.
Lembre-se de desligar o chuveiro para se ensaboar.

Nos dias quentes, configure o chuveiro para ser usado na opção verão. Banhos fresquinhos são ótimos para aliviar o calor dos dias de temperatura elevada. Além disso, a água fria também ajuda a melhorar a circulação sanguínea, as dores musculares e o cansaço.

O modo inverno tem potência máxima e pode gerar um prejuízo considerável na fatura, como vimos acima. Portanto, deixe essa opção para ser usada apenas nos dias mais frios. 

Dê preferência para as resistências originais, da mesma marca do seu chuveiro elétrico. Lembre-se também de verificar a potência e a voltagem correta do aparelho.

Fazer gambiarras não valem a pena, pois podem interferir no aumento do consumo de energia e ainda oferecem risco de danos à instalação e ao equipamento.

Esse tipo de cuidado contribui com um consumo mais consciente e inteligente, gerando bons resultados na conta de luz. Outras formas de economizar envolvem o investimento em outras formas de produção de energia, como a energia solar. Informe-se sobre isso no próximo tópico. 

Como a energia solar pode ajudar? 

Cada vez mais acessível e procurada por consumidores no Brasil e no mundo, a energia solar oferece soluções interessantes para a economia na conta de luz. Há duas maneiras possíveis de explorar a energia solar: através de um sistema de aquecimento solar da água, e por meio do sistema solar fotovoltaico. 

O sistema de aquecimento solar tem a função de esquentar a água que é utilizada em casa, através de um procedimento que ocorre de forma simples.

A água que sai da caixa d’água chega até o coletor solar, que absorve a radiação térmica do sol em forma de calor, proporcionando o aquecimento da água. Quando a água já estiver aquecida, ela retorna ao reservatório térmico, onde fica armazenada para ser utilizada. 

O uso do aquecimento solar térmico em vez do chuveiro elétrico, por exemplo, pode reduzir drasticamente os gastos com consumo de energia, impactando diretamente na conta de luz. 

o sistema solar fotovoltaico se refere à conversão da energia solar diretamente para energia elétrica. Os módulos fotovoltaicos que compõem esse tipo de sistema convertem a energia dos fótons da luz do sol, por meio de células responsáveis por transformar a luminosidade dos raios solares em energia elétrica. 

A energia solar pode ser uma alternativa.
A energia solar pode ser uma alternativa.

A energia gerada pelo sistema fotovoltaico pode ser consumida instantaneamente no local de sua instalação. Caso não tenha consumo, a energia excedente é injetada na rede da concessionária de energia, passando por um medidor que registra a energia que entra e sai da unidade consumidora.

A partir disso, geram créditos que poderão ser usados quando o sistema não estiver gerando energia, ou quando a energia gerada não for suficiente para atender o consumo da residência. Assim, é possível alcançar uma economia de até 95% na sua conta de luz através dos sistemas on grid.

Caso o consumidor prefira fazer um investimento menor, pode optar pela instalação de um sistema capaz de prover energia elétrica apenas para suprir o consumo dos chuveiros elétricos da residência. Com isso, já será possível obter uma grande economia na fatura.

Ainda que demande um investimento superior ao do sistema de aquecimento solar, o sistema fotovoltaico gera retorno financeiro após alguns anos de uso. Ambas são ótimas alternativas para economizar na conta de luz, de maneira limpa e sustentável. 

Viu só como economizar energia no chuveiro elétrico não é tão difícil assim?! São diversas formas possíveis de diminuir o consumo e amenizar os gastos, o que vale também para os demais aparelhos residenciais.

Como a Solfácil pode lhe auxiliaR

Desde 2018 a Solfácil já levou energia solar para mais de 26 mil projetos solares instalados em residências, empresas e áreas rurais. Ao integrar a solução de financiamento com parceiros estratégicos e know-how para projetos e homologações, criamos um ambiente favorável para implementação da energia solar, seja por parte do consumidor ou por parte do integrador. Quer saber mais? Defina seu interesse:

Veja um resumo do texto em forma de story!

Posts Similares

Estórias Solares