Na hora de escolher o sistema geração de energia para a sua casa, você pode ficar em dúvida entre a energia solar on-grid ou off-grid. Você já ouviu esses termos?

Ambos se referem ao funcionamento dos sistemas fotovoltaicos instalados em residências, propriedade e estabelecimentos comerciais para a geração de energia elétrica. Então, qual a diferença entre eles? Confira no artigo a seguir. 

A energia solar fotovoltaica está cada vez mais presente no dia a dia do brasileiro. Estima-se que cerca de 7 GW de geração distribuída foram instalados em 2020, segundo informações da ABSOLAR (Agência Brasileira de Energia Solar), o que indica um aumento da participação de energias limpas na matriz energética brasileira em comparação aos anos anteriores. 

Energia solar on-grid x off-grid

À tecnologia usada para gerar energia elétrica a partir da irradiação dos raios solares dá-se o nome de energia solar. Isso é possível graças a um processo físico chamado de efeito fotovoltaico, que consiste no surgimento de uma tensão elétrica em um material semicondutor (como o silício, por exemplo) quando este é exposto à luz. 

Veja as diferenças entre as energia On Grid e Off Grid.
Veja as diferenças entre as energias On-grid e Off-grid.

O que difere os sistemas on grid e off grid entre si, é o fato de estar conectado ou não à rede pública de distribuição elétrica. Saiba mais detalhes nos próximos tópicos. 

Sistemas on-grid 

Também chamado de grid-tie, esse tipo de sistema possui sua geração de energia solar conectada à rede pública. Dessa forma, quando a unidade geradora produz mais energia do que consome, a energia excedente é enviada à rede pública e transformada em créditos de energia, que podem ser utilizados em até cinco anos. 

Quando o sistema, por qualquer motivo que seja, não conseguir gerar a energia necessária para o consumo, a rede pública irá complementar com a energia restante. Como resultado, o valor da conta de luz terá uma redução considerável, o que caracteriza uma das grandes vantagens acerca do uso da energia solar.

 Para adaptar o sistema on grid à rede pública, é necessário usar inversores interativos.

Esse equipamento, além de realizar a ação de harmonizar o sistema à rede, também converte a energia gerada pelas placas solares em corrente contínua (CC), transformando-a em energia elétrica de corrente alternada (CA) adequada para o uso de aparelhos elétricos utilizados no cotidiano. 

Sistemas off-grid 

Diferentemente dos sistemas on-grid, os sistemas off-grid não possuem conexão com a rede pública de energia, portanto não é necessário pagar as contas de luz.

Para compensar a falta de conexão com a rede pública, esse tipo de sistema necessita de um banco de baterias estacionárias, que irão armazenar toda a energia excedente gerada pelas placas fotovoltaicas.

Essa energia fica armazenada e preparada para gerar energia elétrica para a unidade geradora quando necessário, mesmo quando o sistema não está gerando energia, como durante a noite, por exemplo.

A instalação de sistemas off-grid é mais indicada para lugares remotos, como em áreas rurais, uma vez que o seu funcionamento não depende da rede pública de energia. Apesar de demandar um investimento inicial maior devido à instalação das baterias, os sistemas off-grid oferecem maior grau de economia a médio e longo prazo. 

Qual escolher? 

Para fazer a escolha mais adequada entre os dois tipos de sistema de geração de energia fotovoltaica, é fundamental que você, consumidor, compreenda quais são as suas necessidades e expectativas quanto à geração de eletricidade.

Veja qual tipo de energia solar se adequa a suas necessidades.
Veja qual tipo de energia solar se adequa a suas necessidades.

Ambos os sistemas oferecem vantagens e desvantagens, sendo que a maior diferença entre eles está na maneira como armazenam a energia excedente e qual sua fonte de energia alternativa em casos de baixa produção de energia solar. 

Como o sistema on-grid depende da rede de distribuição, é comumente utilizado em regiões urbanas ou localidades com acesso à energia elétrica. Já o sistema off-grid não depende desse fator, portanto é geralmente a melhor escolha quando se trata da instalação de sistemas fotovoltaicos em meios remotos ou rurais, onde muitas vezes a rede de distribuição não chega. 

Além de permitir o acúmulo de créditos na rede de distribuição, o sistema on-grid também apresenta até 30% a mais de eficiência.

Por outro lado, não conta com um sistema de armazenamento independente, e por isso acaba necessitando da conexão à rede pública. Isso significa que, em casos de falha de abastecimento por parte da distribuidora, esse tipo de sistema também acaba sendo afetado caso estejam utilizando do serviço. 

Já no sistema off-grid, as possíveis falhas de abastecimento da rede de distribuição definitivamente não são um problema com o qual é preciso se preocupar.

Como não conta com nenhum tipo de ligação com a rede pública, esse tipo de sistema está alheio às falhas de distribuição, pois conta com alimentação contínua, proveniente das baterias. Equipamentos esses, aliás, que contam com alta sofisticação tecnológica, e cuja instalação corresponde a boa parte do investimento inicial necessário.

Conforme mencionado acima, para fazer a melhor escolha é fundamental que o consumidor tenha em vista suas necessidades e limitações. Se você deseja mais comodidade e um investimento menor, o sistema on grid provavelmente seja a melhor opção.

Mas se a instalação será realizada em localidade remota ou se você deseja máxima independência, o sistema off grid é o que melhor cobre esses aspectos. 

Agora que você já sabe quais as diferenças entre os sistemas on-grid e off-grid e está apto a tomar a melhor decisão de acordo com as suas necessidades, relembre a seguir mais detalhes sobre os benefícios da energia solar. 

Benefícios da energia solar

É claro que não poderíamos finalizar esse texto sem frisar os maiores benefícios da energia solar. Optar por esse tipo de investimento garante maior autonomia no que diz respeito à produção de energia, uma vantagem com décadas de garantia. 

Entenda os benefícios da energia solar.
Entenda os benefícios da energia solar.

Para começar, vamos falar sobre os fatores econômicos. A produção de energia a partir de painéis fotovoltaicos é capaz de gerar até 95% de economia na conta de luz, liberando seu orçamento para outras áreas, como reformas no imóvel, por exemplo. 

Atualmente há diversas facilidades e incentivos para adquirir sistemas de energia solar, como linhas de crédito, redução de impostos e opções de financiamentos. Além disso, os imóveis que contam com sistema de energia solar fotovoltaica acabam sendo mais valorizados, favorecendo a revenda posterior.  

Outro fator financeiro a seu favor é o fato de apresentar rápido retorno financeiro. Dependendo do consumo do imóvel, pode levar em média quatro anos para que o equipamento zere o investimento feito inicialmente. 

Como é uma energia limpa e renovável, se tornou uma das principais soluções de geração de energia. Não polui, não afeta o meio ambiente e ainda reduz os impactos ambientais, já que diminui a necessidade de recorrer às termelétricas em períodos de escassez hídrica, por exemplo. 

A longevidade do equipamento é outro aspecto que vale a pena ser pontuado, já que pode chegar a 25 anos com aproximadamente 80% de eficiência. Além disso, sua manutenção é simples e demanda poucos gastos, com a necessidade de limpeza dos painéis a cada 6 meses ou 1 ano. 

As vantagens da energia solar estão presentes em diversos aspectos, seja financeiramente ou com relação às questões ambientais. Independente se a sua escolha for pela energia solar on grid ou off grid, os benefícios são consideráveis e valem a pena.

Resumo de post completo no story abaixo:

Posts Similares

Estórias Solares