O mercado de energia solar está crescendo mais e mais a cada ano, contribuindo com a economia e a geração de novos empregos. Com o aumento no número de pessoas interessadas em investir na geração da própria energia sustentável, alguns serviços como o do instalador de sistemas fotovoltaicos se tornam essenciais. 

Com a valorização do setor, o salário das funções envolvidas em energia solar também está em ascensão. No Brasil, mais de 800 empresas atuam diretamente com energia solar atualmente, e há diversos cursos disponíveis para quem tem o interesse em aprimorar suas aptidões, aprender e se especializar nessa área. 

Neste artigo, você vai conferir como está o mercado de energia solar no Brasil atualmente, quais são os principais empregos gerados e as médias salariais na área. Boa leitura! 

Preencha os dados abaixo que respondemos na próxima live e lhe avisaremos por email.

O mercado de energia solar

O setor fotovoltaico brasileiro é hoje um dos que mais cresce no mundo. O alto índice de radiação solar em nossas terras dá espaço para crescimento desse mercado, de modo a alcançar grandes potências mundiais, como China, Estados Unidos e Alemanha. 

O Brasil tem potencial para alcançar países investidores nessa tecnologia
O Brasil tem potencial para alcançar países investidores nessa tecnologia

Esse crescimento ficou evidente a partir de 2012, com a regulamentação da geração distribuída pelo consumidor e o desenvolvimento de incentivos e investimentos para o setor de energia solar. Desde então, estima-se que tenham sido injetados mais de R$ 42 bilhões em investimentos em fonte solar no Brasil. 

Em 2021, foram contabilizados mais de 600 mil sistemas fotovoltaicos instalados em unidades consumidoras em todo o país, incluindo residências, empresas, indústrias e propriedades rurais. Estimativas apontam que até o ano de 2030, o país contará com 3 milhões de consumidores com geração de energia própria.  

Mesmo com o início da pandemia e o aumento dos preços dos equipamentos dessa tecnologia, o mercado de energia solar teve um crescimento de 70% em 2020, segundo a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar).

Muitos setores se retraíram nesse momento devido à situação mundial de crise e insegurança, mas o setor solar fotovoltaico conseguiu superar as adversidades, com a geração de quase 100 mil novos empregos. 

Um dos principais fatores que favoreceu a ampliação do mercado desde 2012 foi a Resolução Normativa 482 da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Através dela, os consumidores passaram a ter a possibilidade de trocar a energia gerada com a da rede elétrica, com regras e sistemas que compensam o consumidor pela energia elétrica injetada na rede da concessionária.

Essa regulamentação gerou muitos reflexos positivos no setor, atraindo ainda mais consumidores e contribuindo com o desenvolvimento da energia solar em todo o território nacional. 

Minas Gerais foi o estado brasileiro com mais potência de energia solar instalada em 2021: segundo dados da Absolar em pesquisa realizada conjuntamente com a Aneel, MG concentra mais de 18% da potência total do Brasil. O segundo e o terceiro lugar ficaram, respectivamente, com os estados do Rio Grande do Sul (12,6%) e São Paulo (12,5%). 

Diante dessa realidade, se faz necessário um número cada vez maior de profissionais qualificados para atuar nesse segmento. Confira no artigo a seguir as principais profissões envolvidas com a energia solar.

Quais os principais empregos em energia solar?

O mercado de energia solar está bastante aquecido no Brasil atualmente, com muito espaço para crescimento e a possibilidade de acolher profissionais capacitados na área. Entre as atuações disponíveis, há algumas diferenças de níveis e áreas de conhecimento, como técnico e superior, e direcionamento no setor de gerenciamento e vendas. 

O mercado de trabalho tem várias oportunidades em energia solar para você aproveitar!
O mercado de trabalho tem várias oportunidades em energia solar para você aproveitar!

Para que a instalação de um sistema fotovoltaico seja realizada de maneira adequada e segura, seja em edificação residencial, comercial ou industrial, é necessário contar pelo menos com o trabalho do projetista de energia solar e do instalador de sistemas.

Veremos a seguir com mais detalhes qual o trabalho e a remuneração de cada uma dessas funções, e também de algumas outras, como vendedor e fabricante. Confira: 

Projetista de energia solar

A função desse cargo é realizar o dimensionamento do sistema fotovoltaico, e apresentar o projeto de energia solar de forma clara e objetiva aos clientes. Um projetista pode ter o salário entre R$ 2.500 e R$ 4 mil. 

Para quem deseja se especializar nessa função, é indispensável ter conhecimentos na área elétrica. Há cursos destinados a engenheiros e técnicos dessa área, incluindo etapas e roteiro para a elaboração de projetos, diagramas e demais conhecimentos específicos para sua atuação. 

Instalador de sistemas fotovoltaicos

Entre as diversas profissões que o mercado de energia solar brasileiro engloba, a de instalador fotovoltaico é uma das mais requisitadas. Esse profissional é o responsável por toda a parte física do projeto fotovoltaico.

Fica a cargo do instalador transportar o trabalho do projetista, garantindo que sejam respeitadas as normas (NR 10 e NR 35, principalmente) para prezar a sua segurança e a de sua equipe. 

Em um curso técnico para obter capacitação para ser um instalador, você aprenderá: aspectos teóricos e práticos sobre o dimensionamento de sistemas fotovoltaicos; fundamentos de regulamentação; conhecimentos para a realização de projeto elétrico e aprovação junto à concessionária de energia; e especialização para a conexão do gerador de energia solar na rede elétrica. 

A faixa salarial para quem trabalha como instalador de sistemas fotovoltaicos está entre R$ 1 mil e R$ 3 mil, porém os ganhos podem ser muito maiores em caso de comissionamento e pelo grau de conhecimento e experiência técnica. Até mesmo porque, como vimos acima, o segmento de energia solar tende a ser cada vez mais valorizado.

Vendedor de sistemas fotovoltaicos

Além do trabalho como projetista e instalador de sistemas fotovoltaicos, também é possível atuar como vendedor na área. Há alguns cursos específicos disponíveis no mercado para especialização e capacitação, de modo a desenvolver seu processo de venda e obter maior conhecimento no assunto. 

A média salarial de um vendedor de sistemas fotovoltaicos é de R$ 1 mil a R$ 2.500 mil. Esse profissional fica responsável pela captação de leads, clientes e negociações de projetos.

Fabricante e distribuidor de equipamentos para energia solar

Como o segmento de energia está crescendo exponencialmente, a demanda por equipamentos também tende a ser cada vez maior.

Com isso em vista, é interessante investir em fábricas de painéis solares, inversores, cabos conectores e estruturas de fixação. As oportunidades nessa área são diversas, desde técnicos e especialistas em linhas de produção de equipamentos até coordenadores de marketing e outros.

A produção dessas placas de energia solar é um grande mercado para a indústria brasileira.
A produção dessas placas de energia solar é um grande mercado para a indústria brasileira.

Também é possível optar pelo trabalho na parte de distribuição, onde há vagas no setor de logística, vendas, gerenciamento de estoque e administração. Quem atua nessa parte fica responsável por manter o fluxo de distribuição ativo e constante. 

A média salarial para quem tem interesse em trabalhar nos setores de fabricação e distribuição de energia solar é de R$ 1.900 no Brasil. 

Outras vagas na área

Além das formas de atuação já citadas, que são as mais procuradas e com maior oferta de vagas, há também algumas outras, que podem ter atividades direcionadas ao setor de energia fotovoltaica.

É possível, por exemplo, trabalhar como eletricista ou auxiliar de eletricista com atuação direcionada para projetos fotovoltaicos, ganhando entre R$ 1.400 a R$ 2.800. Outra opção é a atuação como engenheiro de energias renováveis, com salário inicial médio de R$ 3.500, apesar de no Brasil ainda não ser uma profissão regulamentada. 

Com espaço para crescimento, o setor de energia solar tende a acolher diversos profissionais capacitados para atuar em prol do desenvolvimento da tecnologia no Brasil. Se você deseja ser um deles, invista em capacitação profissional e procure por cursos na área.

Melhor parceira do Integrador

Muito mais que um banco, somos uma empresa parceira e oferecemos um ecossistema completo de soluções para o integrador de energia solar.

A Solfácil é uma plataforma tecnológica para financiamento de energia solar feita para você, integrador. Em nossa plataforma, você poderá controlar todos os seus projetos de financiamento e homologação em processos bem definidos.

Tudo 100% digital, para que você, parceiro integrador, consiga vender cada vez mais.

Sendo nosso parceiro, você terá acesso a uma solução financeira robusta que vai ajudar a viabilizar totalmente os seus projetos, pois seu cliente sempre terá uma opção de economia imediata com prazos de até 120 meses.

Posts Similares

Estórias Solares