NBR 13570. Quem trabalha com elétrica ou conhece um pouco sobre o trabalho nessa área sabe que há diversas regras que precisam ser seguidas com o intuito de prevenir a ocorrência de acidentes. Tanto para os serviços de alta tensão quanto para os de baixa tensão, todos os cuidados são necessários, pois os riscos envolvidos ao trabalhar com eletricidade são grandes

Os profissionais que trabalham na área precisam conhecer a fundo as normas de eletricidade, pois isso ajudará na realização de um serviço de qualidade, evitando danos à integridade física dos envolvidos e de terceiros. 

As normas brasileiras são também chamadas de NBRs, e servem como guia para a atuação profissional nesse segmento. A NBR 13570 é uma das mais importantes, já que dita as diretrizes sobre a realização de instalações elétricas em locais com grande fluxo de pessoas. Saiba mais sobre ela no artigo a seguir.  

Preencha os dados abaixo que respondemos na próxima live e lhe avisaremos por email.

Do que trata a NBR 13570? 

As NBR’s são as normas técnicas aprovadas pela Associação Brasileira de Normas Técnicas, criadas com a finalidade de advertir os profissionais da área sobre as normas básicas de instalações elétricas, para que sejam realizadas adequadamente e não ofereçam riscos.

Do que trata a NBR 13570?
Do que trata a NBR 13570?

A NBR 13570, em específico, estabelece os requisitos para as instalações elétricas em locais de afluência de público, onde há grande movimentação de pessoas. Tem a finalidade de garantir o funcionamento adequado das instalações, a segurança das pessoas e de animais domésticos e a conservação dos bens materiais. 

Ela foi criada em 1996, e é um complemento da NBR 5410, que indica as condições adequadas para garantir a segurança e o funcionamento de instalações de baixa tensão.

A diferença é que a NBR 13570 visa garantir a melhoria e a proteção de instalações contra choques elétricos e incêndios em locais de grande circulação de pessoas, como teatros, restaurantes, hospitais, bibliotecas, estádios, bares, escritórios, etc.

Essa Norma contempla instalações em locais que tenham afluência de um número superior a 50 pessoas. O anexo A do documento da ABNT lista uma quantidade mínima de pessoas para que cada ambiente seja considerado um local de afluência de público. Confira alguns exemplos: 

  • Auditórios e salas de reuniões: 200 pessoas;
  • cinemas, teatros e arenas: 50 pessoas;
  • restaurantes e lanchonetes: 100 pessoas;
  • locais de culto: 300 pessoas.

Além desses, há alguns locais onde independe o número mínimo de pessoas, como é o caso de áreas comuns em centros comerciais, locais de circulação, terminais rodoviários, shopping centers e parques de diversão. Em todos esses casos, a NBR 13570 precisa obrigatoriamente ser aplicada.

Diversos tipos de reformas em locais comerciais exigem o seguimento desta norma. Por isso, é fundamental que os profissionais que trabalham diretamente com eletricidade conheçam essa e outras NBRs a fundo e estejam preparados para aplicá-las com propriedade. 

Confira a seguir as orientações que compõem essa Norma. 

Quais são as recomendações gerais da NBR 13570?

A aplicação desta Norma exige o conhecimento e a aplicação de outras normas complementares em casos específicos. Sendo assim, quem trabalha na área elétrica precisa estar sempre atualizado a respeito das Normas da ABNT, garantindo, assim, a sua segurança e a de todos os envolvidos no local que abriga a instalação em questão. 

A NBR 13570 dispõe algumas recomendações gerais para os setores.
A NBR 13570 dispõe algumas recomendações gerais para os setores.

As principais condições recomendadas pela NBR 13570 são:

  • usar tensões superiores a 380 v apenas em locais onde é realizado o serviço elétrico;
  • utilizar condutores feitos de cobre;
  • todos os condutores se adequar às normas NBR 6245 e 6812, sendo resistentes à chama — excetuando-se os cabos multi e unipolar com classe de encordoamento superior a dois;
  • envolver as linhas elétricas embutidas em materiais não inflamáveis;
  • usar cabos livres de halogênios, que apresentam baixa emissão de gases tóxicos e corrosivos em casos de incêndios, LSZH, em conformidade com a NBR 13248;
  • fixar as linhas elétricas em paredes e tetos a uma altura superior a 2,5 metros, dessa forma garantindo que estejam fora do alcance de pessoas não autorizadas;
  • não realizar emendas para ligar equipamentos móveis à rede elétrica, exceto em instalações temporárias;
  • identificar ao público de forma clara os dispositivos de comando e sinalização;
  • instalar em local acessível um dispositivo de comando de emergência que desligue toda a instalação elétrica, menos os serviços de segurança;
  • não instalar quadros de distribuição em locais acessíveis ao público;
  • usar extensões apenas em instalações temporárias;
  • usar proteções contra choques em lâmpadas instaladas abaixo de 2,5 m que estejam em locais acessíveis ao público.

É muito importante que todas essas recomendações sejam devidamente seguidas, a fim de garantir a proteção não somente do público que aflui ao local, mas também dos trabalhadores. 

Continue a leitura para saber mais sobre o projeto elétrico e sua importância.

Qual a importância de um projeto elétrico bem desenvolvido?

Um projeto elétrico, seja residencial/comercial/industrial, precisa estar de acordo com todas as normas estabelecidas pela ABNT, dessa forma priorizando a durabilidade e bom funcionamento dos equipamentos, e segurança e bem-estar de todos os envolvidos. 

Ter um bom projeto elétrico vai garantir segurança a todos
Ter um bom projeto elétrico vai garantir segurança a todos

Cabe ao profissional projetista dimensionar e quantificar os itens necessários para realizar a instalação elétrica, de modo que todas as informações necessárias sejam bem elaboradas, seguindo as normas que regulamentam o projeto elétrico. 

Um projeto mal-executado ou que faça uso de produtos de baixa qualidade pode apresentar sérios riscos aos profissionais envolvidos em sua instalação e ao público em geral que fará uso do local em questão. Quando se trabalha com energia elétrica, é indispensável que todas as medidas de segurança estabelecidas sejam colocadas em prática. 

A conscientização a respeito da importância de respeitar às normas de segurança deve ser realizado, o que deve partir tanto do projetista (que precisa conhecer seriamente as normas técnicas e os produtos mais indicados para o projeto elétrico), quanto do fornecedor de equipamentos, que precisa estar munido dos conhecimentos técnicos necessários e da qualidade do produto a ser oferecido. 

A responsabilidade do cliente também não fica de fora, pois ele precisa compreender os riscos de priorizar a economia quando o investimento está relacionado a um projeto elétrico

Sendo assim, ao precisar desenvolver um projeto elétrico, certifique-se de contar com um profissional capacitado e comprometido com as normas desenvolvidas pela ABNT. Segurança sempre em primeiro lugar!

Melhor parceira do Integrador

Muito mais que um banco, somos uma empresa parceira e oferecemos um ecossistema completo de soluções para o integrador de energia solar.

A Solfácil é uma plataforma tecnológica para financiamento de energia solar feita para você, integrador. Em nossa plataforma, você poderá controlar todos os seus projetos de financiamento e homologação em processos bem definidos.

Tudo 100% digital, para que você, parceiro integrador, consiga vender cada vez mais.

Sendo nosso parceiro, você terá acesso a uma solução financeira robusta que vai ajudar a viabilizar totalmente os seus projetos, pois seu cliente sempre terá uma opção de economia imediata com prazos de até 120 meses.

Veja um story resumido desse post!

Posts Similares

Estórias Solares