A energia solar é uma das formas de geração de energia que tem mais se popularizado nos últimos anos, especialmente com a alta na conta de luz. Por utilizar a luz do sol para converter em energia elétrica, o sistema fotovoltaico pode ser uma grande forma de economizar no final do mês. Mas será que em todas as situações realmente compensam energia solar?

Somente em 2021, a busca por energia solar fotovoltaica cresceu tanto que o Brasil passou a ocupar a 14ª posição no top 15 países que mais fazem o uso da energia solar. No entanto, existem algumas situações que o investimento pode não valer a pena, mesmo que sejam poucas.

Veja a seguir quando você não deve investir em energia solar fotovoltaica!

Como a luz solar é convertida em energia?

Antes de tudo, vamos entender como as placas solares transformam a luz solar em energia: quando os fótons presentes na luz do sol são captados pelas placas, entram em contato com os elétrons negativos e positivos das placas de silício e criam um campo energético que gera uma corrente contínua – CC. 


Confira a Live de MKT Digital para o Integrador


as placas solares captam a luz do sol para gerar energia e enviar para o sistema converter o tipo de corrente gerada
as placas solares captam a luz do sol para gerar energia e enviar para o sistema converter o tipo de corrente gerada

Porém, essa corrente não pode ser usada como energia na corrente elétrica, e o conversor fica responsável por converter a CC para CA – corrente alternada.

Leia mais sobre isso clicando aqui!

Isso significa que quanto mais luz solar seu painel recebe, e mais painéis você possui em seu sistema de energia solar, mais energia seu sistema consegue produzir por dia.

Quando não compensa energia solar?

A energia solar não compensa especialmente se você mora em uma região de pouco sol, ou se sua casa fica em um local de sombra na maior parte do tempo. Afinal, sem os raios solares diretamente no painel, a produção de energia fica totalmente comprometida.

Isso acontece em regiões que possuem muitos prédios altos ao redor, que acabam gerando uma grande sombra nos telhados de algumas residências impedindo que seja possível instalar um painel solar naquele ângulo, e em locais com muitas árvores grandes.

Outros casos que também não compensam a energia solar é quando a família tem um gasto baixo de energia elétrica, e os créditos energéticos não são usados no período de 5 anos – 36 meses. Quando isso acontece, você acaba desperdiçando energia por produzir muito e usar pouco. Como consequência, sua economia será baixa e o investimento demora para ser retornado ao seu bolso.

o ideal é que as placas fiquem em locais sem sombra e com forte incidência de sol
o ideal é que as placas fiquem em locais sem sombra e com forte incidência de sol

Porém, hoje em dia, a maioria das famílias possuem contas de energia que ultrapassam R$200 mensais, e se levarmos em conta que o sistema de energia solar fotovoltaico pode gerar uma economia de até 90-95% do valor da conta de luz, o valor economizado todos os meses de uma família com esses gastos seria de aproximadamente R$150, quase R$2.000 no ano. Isso quer dizer que, quanto maior for o gasto de energia da família, mais compensará instalar a energia solar.

Outra situação que pode fazer com que não compense instalar o sistema fotovoltaico, é o tipo de motor usado na rede pública: monofásico, bifásico ou trifásico. Isso porque, dependendo de qual deles estiver em vigor em sua residência, você continuará pagando o mínimo que pode chegar a custar R$100 mesmo injetando a mesma quantidade de kWh consumidos.

Para que seja mais fácil entender, vamos imaginar que duas residências instalaram um sistema de energia solar fotovoltaico que geram aproximadamente 170 kWh por mês. Para a instalação, ambas fizeram um investimento de R$8.000.

A diferença é que na casa 1 a conexão é monofásica e na casa 2, trifásica. Em ambas, a fatura média do mês é de R$150 antes da instalação da energia solar e ambas consomem 170 kWh mensais. Ou seja, o mesmo que o sistema produz.

Depois de um mês usando a energia solar fotovoltaica, a casa 1 com conexão monofásica pagará o mínimo de R$40 com os encargos e a taxa de iluminação pública. No entanto, a casa 2 pagará o mínimo de R$100 dos mesmos encargos, mesmo que tenha injetado o mesmo tanto que usou.

No final do mês, a economia da casa 1 será de R$110, enquanto da casa 2 será de R$50. Para conseguir o retorno do investimento, a casa 1 levará aproximadamente 6 anos, enquanto a casa 2 levará mais de 10 anos.

quanto maior o gasto de energia da família, maior será a economia com a energia solar e mais o investimento irá compensar
Quanto maior o gasto de energia da família, maior será a economia com a energia solar e mais o investimento irá compensar

Isso quer dizer que a instalação na casa 2 será pouco vantajosa, já que ela utiliza uma quantidade de kWh muito próxima do valor da taxa mínima.

Além dessas três situações, fica difícil encontrar outras desvantagens que façam com que não valha a pena investir em energia solar nas residências, já que o sistema fotovoltaico possui mais benefícios do que desvantagens, especialmente na economia e sustentabilidade por utilizar uma fonte de energia renovável e limpa.

Leia também Quais as vantagens e desvantagens da geração distribuída? Será que vale a pena o investimento?

Agora que você viu que são poucas as situações em que não compensa energia solar, não deixe de fazer uma simulação para verificar qual seria seu investimento em um sistema de energia fotovoltaico. Em seguida, faça o cálculo do Payback para ter uma ideia de quanto tempo será possível recuperar o investimento.

Como a Solfácil pode lhe auxiliaR

Desde 2018 a Solfácil já levou energia solar para mais de 26 mil projetos solares instalados em residências, empresas e áreas rurais. Ao integrar a solução de financiamento com parceiros estratégicos e know-how para projetos e homologações, criamos um ambiente favorável para implementação da energia solar, seja por parte do consumidor ou por parte do integrador. Quer saber mais? Defina seu interesse:

Posts Similares

Estórias Solares