Como o ar-condicionado é um dos equipamentos que mais consome energia elétrica, é comum que os consumidores cogitem aliar o conforto que esse aparelho proporciona ao seu abastecimento por energia solar. 

A tecnologia solar fotovoltaica é capaz de proporcionar uma economia considerável nas contas de luz. É também uma alternativa sustentável, e seu setor tende a crescer cada vez mais no Brasil, levando em consideração os altos índices de irradiação solar. 

Devido às vantagens que oferece, a energia solar acaba sendo uma das soluções mais cogitadas para obter economia, inclusive para o abastecimento de equipamentos como o ar-condicionado, seja em ambiente residencial, comercial ou empresarial. 

No artigo a seguir vamos falar sobre o que é preciso para garantir o suprimento de energia solar a um ar-condicionado, e as principais formas de economizar no consumo deste aparelho. Boa leitura! 

Quantas placas solares são necessárias para um ar condicionado?

Para responder essa pergunta, é necessário avaliar uma série de particularidades, como o clima da sua região, a posição solar do imóvel que receberá o projeto fotovoltaico e a potência do eletrodoméstico. Tudo isso vai interferir na quantidade de painéis solares necessários para abastecer o consumo do seu imóvel ou apenas do ar-condicionado. 

Quantas placas solares são necessárias para um ar condicionado?
Quantas placas solares são necessárias para um ar condicionado?

Apenas para fins estimativos, vamos utilizar um exemplo: uma residência localizada no Rio Grande do Sul e que consome em média 250 kWh ao mês, vai precisar da instalação de 7 painéis solares para suprir o seu consumo elétrico, incluindo o consumo de energia de um ar condicionado. Acoplando o ar condicionado a uma placa de luz solar residencial é possível produzir até 70 watts de energia por hora.

Também é importante levar em consideração a Unidade Térmica Britânica (BTU) do ar-condicionado, sendo que os modelos mais potentes gastam mais energia. Limpezas e manutenções frequentes são práticas fundamentais para melhorar sua performance desse eletrodoméstico, assim como outras dicas para economia de energia que citaremos a seguir. 

Como diminuir o consumo de energia do ar-condicionado?

Apesar de ser um equipamento considerado “vilão” da conta de luz, o uso recorrente do ar-condicionado já é uma realidade em muitos lares, empresas e comércios brasileiros. Por isso, é importante pensar em formas de economizar, mesmo usando esses equipamentos. 

Para começar, certifique-se de comprar o aparelho adequado para o ambiente que você deseja resfriar. É comum, na hora da compra, o consumidor optar por comprar um ar-condicionado com BTU muito mais potente do que realmente necessita.

Como diminuir o consumo de energia do ar-condicionado?
Como diminuir o consumo de energia do ar-condicionado?

Isso pode levar a um consumo elevado e desnecessário de energia. Para evitar esse desperdício, fique atento às especificações técnicas do aparelho em questão, e considere o tamanho do ambiente onde ele será instalado.  

Outro ponto importante para ter cautela é durante o uso do ar-condicionado. Por mais que você goste de manter o ambiente mais gelado, lembre-se que a função do aparelho é amenizar a temperatura. Por isso, use o item com parcimônia. Não é necessário deixá-lo ligado 24 horas, nem baixar sua temperatura a níveis inferiores a 23 graus, que já é o suficiente para garantir o conforto do ambiente.  

Como já mencionado acima, adotar a energia solar é também uma alternativa interessante para economizar energia com o ar-condicionado, reduzindo o valor da conta de luz e diminuindo o impacto ambiental do uso do aparelho. Assim, você garante um verão confortável, sem custos elevados e sem desperdício de energia elétrica. 

Placas solares fazem a diferença no consumo de energia do ar-condicionado
Placas solares fazem a diferença no consumo de energia do ar-condicionado

Por fim, mas não menos importante, lembre-se de fazer a manutenção e a limpeza do aparelho segundo o que indica o fabricante. Confira com detalhes como realizar esses procedimentos no próximo item. 

Como realizar a manutenção e a limpeza do produto? 

O trabalho realizado pelo aparelho de ar-condicionado envolve a captação do ar externo e seu resfriamento, o que exige um grande consumo energético. Com o uso e o passar do tempo, tal processo diminui o desempenho do item, seja por acúmulo de sujeira ou por eventuais problemas mecânicos. Como consequência, há maior consumo de energia para desempenhar a função. 

Por isso, é fundamental realizar revisões e limpezas recorrentes, principalmente ao final das estações que o ar-condicionado é mais utilizado. Esse pode ser um ótimo hábito para economizar energia e manter seu aparelho funcionando bem por mais tempo.

Como realizar a manutenção e a limpeza do ar-condicionado? 
Como realizar a manutenção e a limpeza do ar-condicionado? 

O modelo de ar-condicionado split é o mais usado nas residências, e tem esse nome, pois a condensadora e a evaporadora são separadas. A primeira fica do lado de fora da edificação, em contato direto com o ar externo.

Ela deve ser ligada por meio de tubos de cobre revestidos de isolante térmico às condensadoras, que por sua vez são unidades internas, localizadas em cada ambiente. São elas que efetivamente sopram ar quente ou frio, alterando a temperatura do ambiente. 

Para fazer a limpeza desse tipo de ar-condicionado, é preciso primeiro desligá-lo da tomada. Não se esqueça de ler o manual antes de qualquer manuseio do aparelho, para não correr o risco de danificá-lo. 

Após tirar o equipamento da tomada, abra a tampa da parte frontal e limpe com pano macio e seco, ou com um aspirador de pó. Se essa parte estiver muito suja, tire o excesso de poeira e em seguida complemente a limpeza com um pano umedecido com água morna e detergente neutro.

Ao abrir a tampa, você irá se deparar com o filtro. Retire-o e lave-o com água corrente e sabão, até retirar toda a sujeira. Enxágue bem o filtro e, com um borrifador, pulverize desinfetante doméstico no item.

Todos os componentes que foram molhados ou umedecidos precisam secar naturalmente antes de serem reinstalados. Após a limpeza, espere um tempo para religar o aparelho. Nunca utilize o ar-condicionado sem os filtros. 

Na dúvida, solicite o apoio de um profissional especializado para a higienização
Na dúvida, solicite o apoio de um profissional especializado para a higienização

Filtros de náilon são os únicos que podem entrar em contato com água para fins de limpeza. Os do tipo HEPA e de carvão ativado devem apenas ser aspirados, e substituídos a cada quatro ou cinco meses (ou segundo a orientação do manual). 

Atualmente há diversos aparelhos modernos que avisam o usuário quando há a necessidade de limpeza. Fazem isso através de um dispositivo luminoso ou no próprio controle remoto.

Isso facilita bastante na identificação do momento ideal para realizar a limpeza e manutenção, mas, em geral, é preciso realizá-las quando o ar-condicionado não liga ou não refrigera como antes, quando apresenta odor desagradável e gotejamento, ou quando há aumento de energia elétrica.

Já as manutenções mais pesadas e específicas (como as que precisam ser realizadas na unidade externa), devem ser feitas por empresas ou profissionais especializados. 

Como a Solfácil pode lhe auxiliar

Desde 2018 a Solfácil já levou energia solar para mais de 26 mil projetos solares instalados em residências, empresas e áreas rurais. Ao integrar a solução de financiamento com parceiros estratégicos e know-how para projetos e homologações, criamos um ambiente favorável para implementação da energia solar, seja por parte do consumidor ou por parte do integrador. Quer saber mais? Defina seu interesse:

Posts Similares

Estórias Solares