Energia solar industrial. Optar por um financiamento pode ser uma solução viável para o consumidor em diversas situações, inclusive se tratando do investimento em energia solar. Assim, é possível adquirir o sistema fotovoltaico e devolver o montante, de forma parcelada, à instituição financeira que emprestou o dinheiro.

As parcelas contêm juros, mas esse pode ser um caminho interessante para implementar a energia solar em sua indústria. 

Atualmente, há vários programas de incentivos de bancos públicos e privados para quem deseja investir na geração de energia renovável. Muitos deles permitem o pagamento da parcela com a própria economia obtida na conta de luz, o que torna a aquisição dessa tecnologia ainda mais acessível para modernizar o seu negócio. 

Confira no artigo a seguir como é realizado o financiamento para energia solar e algumas das melhores opções disponíveis. 

Como funciona o financiamento para energia solar?

Embora seja uma opção conhecida principalmente para viabilizar a aquisição de imóveis e veículos, o financiamento também pode custear sistemas de energia solar.

O financiamento para energia solar industrial pode ser a solução para adquirir esse equipamento
O financiamento para energia solar pode ser a solução para adquirir esse equipamento

Essa opção funciona de maneira semelhante às linhas de financiamento para obtenção desses outros bens. Hoje em dia, há diversas linhas de crédito criadas pelo governo federal e por iniciativas públicas estaduais. 

Sendo assim, antes de tudo é preciso realizar uma análise de crédito para confirmar se o consumidor (seja pessoa física ou jurídica) não está com seu nome comprometido em algum dos órgãos de proteção ao crédito, como SPC e Serasa.

Em seguida, o empréstimo é liberado e o comprador pode ter acesso a até 100% dos recursos necessários para adquirir e instalar o sistema. Dependendo do perfil do consumidor e da linha de crédito escolhida, o prazo do financiamento pode alcançar até 240 meses, o equivalente a 20 anos.

O custo envolvido em um projeto de energia solar pode variar de acordo com a quantidade de energia que será necessário produzir para atender à demanda do consumidor em questão. Cada projeto é desenvolvido a partir das características e particularidades de cada edificação.

No caso das indústrias, os sistemas fotovoltaicos são maiores e mais complexos, e por isso geralmente têm um custo elevado. Ainda assim, é principalmente nos casos de maior consumo que o investimento vale à pena, pois a economia de energia é ainda maior e gera um retorno financeiro mais rápido. 

Ao contar com um sistema solar fotovoltaico, uma indústria pode obter uma economia de até 95% no valor total da conta de luz. Essa forma de geração de energia pode representar uma grande redução nos custos de produção e até mesmo um aumento da margem de lucro mensal da empresa.

Grandes empreendimentos que investem em tecnologia de energia solar economizam até R$ 180 mil ao ano, podendo observar resultados produtivos logo no primeiro mês após a instalação. 

São muitas as vantagens que a energia solar oferece às indústrias, principalmente no aspecto financeiro, proporcionando novas formas de investimento e modernização. Ainda assim, como se trata de um grande passo para a sua empresa, é possível que você esteja se perguntando se esse é de fato um bom negócio. Para tirar essa dúvida, prossiga para o próximo item. 

Vale a pena fazer financiamento para energia solar industrial? 

O investimento em energia solar oferece um custo-benefício muito interessante para os consumidores em geral, mas sobretudo no caso das indústrias. Se colocar na ponta do lápis, é possível compreender porque essa iniciativa vale tanto a pena.

O financiamento da energia solar industrial pode te ajudar a economizar na conta de luz!
O financiamento pode te ajudar a economizar na conta de luz!

Mesmo com os custos envolvidos para adquirir um sistema fotovoltaico, sai ainda mais em conta do que anos e anos pagando altos valores em contas de luz devido ao abastecimento integral pela concessionária de energia. 

Mesmo que a economia nas faturas não seja o suficiente para pagar totalmente as parcelas mensais e o financiamento total, é uma mudança que alivia consideravelmente o peso dos gastos com eletricidade, e ajuda a pagar uma parte das prestações por vencer.

Assim, os custos da instalação eventualmente acabam sendo pagos pelo próprio sistema de energia, com a economia acumulada ao longo dos anos.

Vale pontuar que um sistema fotovoltaico composto por equipamentos de alta qualidade e com manutenções recorrentes pode durar pelo menos 25 anos funcionando com 80% da sua potência total.

Apesar do financiamento geralmente envolver um longo prazo de pagamento, também estamos falando de um benefício a longo prazo. Quando o financiamento for quitado, o sistema fotovoltaico seguirá gerando energia e reduzindo gastos por mais alguns anos

Ainda assim, as vantagens do financiamento de energia solar industrial são perceptíveis mesmo a curto prazo, desde a liberação do dinheiro para a compra e instalação do equipamento, o que normalmente acontece de maneira rápida e descomplicada. O grande ponto positivo a favor do financiamento é que se trata de uma solução instantânea, com resultados que duram décadas. 

No próximo item, falaremos sobre algumas das principais linhas de crédito de financiamento para energia solar. Compare e escolha a que melhor se adequa à realidade do seu negócio.

As principais linhas de crédito  

Uma das principais alternativas oferecidas atualmente é o Construcard, da Caixa Econômica Federal, disponível para pessoas físicas e jurídicas. Suas taxas de juros podem variar entre 1,96% a 2,35% ao mês, e seu parcelamento pode chegar a 240 meses. Uma das principais vantagens para escolher essa linha é por ser uma opção que financia até 100% do investimento.

Há muitos incentivos e linhas de crédito para a energia solar.
Há muitos incentivos e linhas de crédito para a energia solar.

Assim como a linha da Caixa, o BB Crédito Energia Renovável do Banco do Brasil também oferece soluções para pessoas físicas e jurídicas, com taxas de juros segundo análise e modalidade.

O valor disponível para o financiamento varia entre R$ 5 mil a R$ 100 mil com até 100% do valor dos bens + instalação. O período de carência é de 2 a 60 meses, com até 180 dias para o pagamento da primeira parcela.

O Pronaf Eco é outra linha de crédito do Banco do Brasil, destinada especificamente para produtos rurais que possuem a DAP (Declaração de Aptidão ao Pronaf).

O financiamento para energia solar do Pronaf Eco financia projetos de até R$ 165 mil, com juros de aproximadamente 2,5% ao ano. Dependendo do caso, os clientes podem usufruir de um prazo de até 12 anos, com carência de até 8 anos.

Outra boa opção é a Linha Economia Verde, da Agência de Desenvolvimento Paulista, que faz o financiamento de projetos de pequenos e médios empresários e microempreendedores.

O projeto pode ser financiado em até 100%, com taxas de juros de até 0,53% ao mês, seguindo o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). O prazo de carência pode chegar a 24 meses, com prazo total de financiamento de 120 meses. 

Com a grande diversidade de linhas de crédito oferecidas no mercado, é possível analisar e escolher a que melhor corresponde às suas possibilidades. Entre em contato conosco hoje mesmo para tirar suas dúvidas sobre financiamento de energia solar industrial.

Como a Solfácil pode lhe auxiliar

Desde 2018 a Solfácil já levou energia solar para mais de 26 mil projetos solares instalados em residências, empresas e áreas rurais. Ao integrar a solução de financiamento com parceiros estratégicos e know-how para projetos e homologações, criamos um ambiente favorável para implementação da energia solar, seja por parte do consumidor ou por parte do integrador. Quer saber mais? Defina seu interesse:

Story referente ao post

Story resumo do post

Posts Similares

Estórias Solares