O que diz a norma NBR 5410?

NBR 5410. Todo profissional da área da eletricidade precisa seguir as NBRs, que são as Normas Brasileiras, aprovadas pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).

A norma NBR 5410 é a responsável por ditar quais as condições adequadas para o funcionamento correto e seguro de instalações elétricas de baixa tensão em áreas industriais, edifícios, residências, comércios e outras.

 Isso inclui qualquer instalação elétrica que tenha no máximo 1000 volts em tensão alternada, e 1500 volts em tensão contínua.

Regulamentada pela ABNT, a NBR 5410 indica as condições adequadas para assegurar a segurança e o funcionamento de instalações de baixa tensão.

Como seguir a NBR 5410?

Assim, serve como um guia profissional para os trabalhadores da área, para que saibam exatamente o que deve ou não ser feito. Caso a norma não seja cumprida, os riscos são graves e podem causar mau funcionamento ou sobrecarga dos sistemas e até mesmo acarretar incêndios.

A energia solar é uma solução para economia energética, porém os custos de investimento ainda são altos, girando em torno de R$15k, por isso existem formas de compartilhamento, como as assinaturas.

Para seguir a norma de maneira correta, é fundamental: 1) fazer a separação dos circuitos; 2) conceder a potência mínima de iluminação; 3) conceder a potência mínima e o dimensionamento de tomadas; e, por fim, 4) usar o tipo correto de aterramento.

Separação dos circuitos

1

fato de que muitos dos atuais circuitos de iluminação são combinados com os circuitos de tomadas, o que vai contra o que diz a NBR 5410.

Conceder a potência mínima de iluminação

2

Segundo a norma, qualquer ambiente com área menor ou igual a 6m² precisa de uma carga mínima de 100VA. Para lugares com área acima disso, o valor mínimo se torna 100VA para o 6m² e mais 60VA a cada quatro metros quadrados inteiros a mais no local.

A norma também orienta que toda e qualquer dependência deve ter, no mínimo, um ponto de luz, e que este precisa ser fixo no teto, podendo ser acionado por meio de um interruptor na parede.

Conceder a potência mínima e o tamanho de tomadas

3

Também é necessário incluir uma tomada a cada 5 metros. Essa regra pode mudar de acordo com as condições e necessidades do local, podendo dispor de um número maior de tomadas para atender o que precisa.

Condicionado, chamadas de tomadas de uso específico (TUE). Nesses casos, é preciso que essas tomadas sejam adequadas ao tipo de equipamento para que se possa evitar uma situação de sobrecarga.

Usar o tipo ideal de aterramento

4

Por fim, a norma indica também que todo projeto elétrico precisa conter um condutor-terra instalado em cada um dos circuitos elétricos. Para isso, recomenda o uso do aterramento TT, TN-S ou TN-C. Essa mesma regra vale para circuitos de iluminação.

Leia o artigo completo